Arquivo da categoria ‘Uncategorized’

mam ba

Publicado: outubro 10, 2021 em Uncategorized

Geraldo Moniz MAM
Oficinas do MAM’ abrem inscrições nesta segunda-feira (11) para mais três novos cursos gratuitos
Assessoria de Comunicação – MAM, Em 09.10.2021

Os novos cursos no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-Bahia) trazem como ministrantes o fotógrafo Christian Cravo, a professora da EBA/UFBA e doutora em artes visuais, Anna Paula da Silva, o historiador Diego Azevedo, a game designer Silvani Neri e a museóloga e especialista em conservação, Sandra Regina
Os novos cursos no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-Bahia) trazem como ministrantes o fotógrafo Christian Cravo, a professora da EBA/UFBA e doutora em artes visuais, Anna Paula da Silva, o historiador Diego Azevedo, a game designer Silvani Neri e a museóloga e especialista em conservação, Sandra Regina
As ‘Oficinas do MAM-Bahia’ abrem inscrições via site www.oficinasdomam.com.br a partir desta segunda-feira (11.10) para mais três novos cursos gratuitos: ‘Processos Criativos – Narrativas de Games: Criação de histórias entre o sertão e o mar’ com 25 vagas e que acontecerá às sextas-feiras das 18h às 21h ‘Pesquisa e Documentação em Acervos Artísticos: Obras e experiências do MAM-Ba’ com 30 vagas, sempre às sextas-feiras das 14h às 16h; e o curso Processos Criativos em Fotografia’ com 50 vagas, as terças e sextas-feiras, das 13h às 17h. As inscrições só acontecem no período de 11 a 15 de outubro (2021) via site www.oficinadomam.com.br onde estarão também todas as informações acerca dos cursos. CRIAÇÃO de HISTÓRIAS –‘Processos Criativos – Narrativas de Games: Criação de histórias entre o sertão e o mar’ terá aulas de 22 de outubro a 12 de novembro (2021), tendo como ministrantes o historiador Diego Azevedo e a game designer Silvani Neri. Segundo eles, apresentará ferramentas para criação de histórias ao mesmo tempo em que discutirá o espaço entendido Entre o Sertão e o Mar do Nordeste do Brasil, fazendo uso do RPG (estilo de jogo narrativo) como ferramenta de criação de histórias. “A escrita sobre um povo é sempre recheada de invenções e escrever sobre um espaço é resgatar experiências que talvez nem tenhamos vivido, mas ouvimos falar”, explica Diego Azevedo. Para ele, escrever é sempre um processo que fala da história e fala de quem escreve. “Escrever narrativas Entre Sertão e Mar é sempre inventar e reinventar. Além disso, precisamos falar de nós da nossa terra e do nosso povo”, diz Silvani Neri. Ambos reforçam a ideia que são necessários o repensar, reinventar, redescobrir povo, terra, espaço e identidade; o que é sertão, mar, interior, religiosidade e recôncavo. “A resposta para isso se dará na escrita, utilizando a ferramenta do Role-Playing Game”, completa Silvani.DOCUMENTAÇÃO e FOTOGRAFIA – O curso ‘Pesquisa e Documentação em Acervos Artísticos: Obras e experiências do MAM-Bahia’ acontecerá de 5 de novembro a 3 de dezembro (2021) com as professoras Anna Paula da Silva e Sandra Regina Jesus. Segundo elas, a proposta é apresentar e discutir sobre a documentação e a pesquisa em gestão de acervos artísticos, tendo como foco a experiência do MAM-Bahia. Este curso dispõe de 30 vagas, mas 10 delas são reservadas para estudantes de graduação em Museologia da UFBA.
Já o curso ‘Processos Criativos em Fotografia’ será de 5 de novembro a 17 de dezembro apresentando projetos da carreira do artista Christian Cravo como exemplos no desenvolvimento de temas e narrativas. Influências e períodos na história da arte que foram determinantes para o seu lastro artístico também estão na programação. O curso terá oito aulas, sendo duas introdutórias, duas práticas, uma para seleção de imagens capturadas e uma para apresentação dos trabalhos, além da montagem e abertura de exposição. OFICINAS – O MAM-Bahia é um equipamento do Instituto do Patrimônio (IPAC) da Secretaria de Cultura (SecultBA). O projeto Oficinas do MAM 2021 conta com patrocínio da SICOOB Seguradora e do BANCOOB, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Apoiam ainda: Instituto SICOOB, MAM, IPAC/SecultBA e Governo da Bahia. A realização é da Trevo Produções, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo e do Governo Federal. Mais de 1.000 pessoas se inscreveram na 1ª Etapa das Oficinas que começou em 6 de julho deste ano (2021), tornando-se um recorde de público para cursos similares em Salvador. O museu está com a exposição ‘O museu de Dona Lina’ aberta até 19 de dezembro, de terça a domingo, sempre das 13h às 17h. Já o Café e os Pátios externos estão abertos das 12h às 20h. A entrada e o estacionamento (capacidade p/mais de 50 veículos-passeio) são gratuitos. Mais informações: www.mam.ba.gov.br, nossas redes sociais (instagram e facebook) ou via telefone (71) 31176132, com atendimento das 9h às 12h e das 13h às 15h. MINI-BIOGRAFIAS DIEGO AZEVEDO é autor de historiografia em bases lúdicas através do estúdio de jogos Historiart. Criador dos jogos Caçadas Primais, Movin’On e Mares do Sertão e criador do curso de criação de jogos Entre Sertão e Mar. É professor de Robótica educacional e história na rede privada de ensino e estudante de arquitetura e urbanismo com mestrado em História urbana e foco na produção de modelagem da informação da construção. SILVANI NERI
é Game Designer da série de micro-jogos de RPG A Trama do Criar, autora do e-book Jogos de Tabuleiros na Aprendizagem, do curso de Criação de Histórias Entre o Sertão e o Mar, dos cursos Game Design – a Mecânica de Criação de jogos, do curso Design Experience. CEO da LAB108, Head da BDS Labs. Coordenadora geral da Oficinas Lúdicas, organizadora das game jams Salvador Diversa e Game Jam Plus – Salvador, curadora de conteúdo do Gamepólitan, Anipólitan e Literogames. Mentora da Rede de Aprendizagem Criativa do Instituto Anísio Teixeira. ANNA PAULA DA SILVA é licenciada em História (UniCEUB), bacharela em Museologia (UnB), mestra em Museologia (UFBA) e doutora em Artes Visuais (UnB). É também professora do Departamento de Museologia da UFBA. Atualmente, seus temas de pesquisa são em musealização de arte contemporânea, musealização e arquivamento de arte da performance e de seus vestígios, e estudos de cursos de graduação em Museologia no Brasil.
SANDRA REGINA é bacharela em Museologia pela UFBA, especialista em Conservação, documentarista, laudista e courier. Sandra integra a equipe técnica do MAM-Bahia desde 2005 onde  coordena o Núcleo de Acervo e Pesquisa Museológica.
CHRISTIAN CRAVO é nascido em 13 de agosto de 1974, de mãe dinamarquesa e de pai brasileiro, Christian Cravo foi criado num ambiente artístico na cidade de Salvador, Bahia, já que é neto do artista Mário Cravo Júnior e filho de Mário Cravo Neto. Em 1991, aos 17 anos, sai da Dinamarca e volta ao Brasil iniciando depois 18 meses de viagem pelo Nordeste. Em 1993, interrompe suas andanças para cumprir o serviço militar nas forças armadas dinamarquesas. Com vinte e dois anos, volta ao Brasil. Nos últimos 25 anos, Christian teve seu trabalho exposto no MAM-Bahia, Ministério da Cultura (Brasília), Instituto Tomie Ohtake e Museu Afro Brasil (SP), Museu da Fotografia (Fortaleza) e Museu Oscar Niemeyer (Curitiba). Galerias onde passaram suas mostras: Throckmorton Fine Art (Nova York), Billedhusets Galeri (Copenhague), Dan Galeria (SP) e Paulo Darzé (Salvador). Participou de mostras coletivas: Witkin Gallery (Nova York), S.F. Camera Works Gallery (São Francisco), bienal Fotofest (Houston) e Palais de Tokyo (Paris). Recebeu prêmios do MAM-Bahia e Mother Jones International Fund for Documentary Photography, além de bolsas da Fundação Vitae e da Fundação John Simon Guggenheim para sua pesquisa sobre a água e a fé. Em 2016 foi premiado pela APCA pela melhor exposição fotográfica de 2015. Livros: Irredentos (2000), Roma noire, ville métisse (Autrement, 2005), Nos Jardins do Éden (2010), Exú Iluminado (2012), Christian Cravo (Cosac & Naify, 2014), Mariana e Luz e sombra (2016) e Filhos de Gandhy (2018).

Geraldo Moniz de Aragão (1498-mte.ba) geraldomoniz.mam@gmail.com, 071 99102.7394 Fotos professores: Divulgação
Fotos MAM: Geraldo Moniz (1498.mtba) Museu de Arte Moderna da Bahia (71) 31176132 Av. Contorno, s/n°, Solar do Unhão CEP 4006-060 Salvador Bahia>

Visualizar o anexo MAM-Bahia ftGeraldoMonizRg1498 (7).jpg


RELIGIÃO LITURGIA DIÁRIA
Dia 28 de Setembro – Terça-feira
XXVI SEMANA DO TEMPO COMUM (Verde – Ofício do Dia da II Semana do Saltério)

Antífona de Entrada
Senhor, tudo o que fizestes conosco com razão o fizestes, pois pecamos contra vós e não obedecemos aos vossos mandamentos. Mas honrai o vosso nome, tratando-nos segundo vossa misericórdia (Dn 3,31.29s.43.42).
Oração do dia
Ó Deus, que mostrais vosso poder sobretudo no perdão e na misericórdia, derramai sempre em nós a vossa graça, para que, caminhando ao encontro das vossas promessas, alcancemos os bens que reservais. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.Leitura (Zacarias 8,20-23)

Leitura da profecia de Zacarias.
8 20 Eis o que diz o Senhor dos exércitos: “virão ainda muitos povos e habitantes de grandes cidades:
21 os habitantes de uma cidade convidarão os habitantes de outra, dizendo: ‘Vamos e roguemos ao Senhor! Busquemos o Senhor dos exércitos! – Também eu irei’. –
22 Virão muitos povos e poderosas nações buscar o Senhor dos exércitos em Jerusalém, e implorar a face do Senhor”.
23 Eis o que diz o Senhor dos exércitos: “naquele dia dez homens de todas as línguas das nações tomarão um judeu pela orla de seu manto, e dirão: ‘queremos ir convosco, porque soubemos que Deus está convosco’”.
Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial 86/87

Nós temos ouvido que Deus está convosco.

O Senhor ama a cidade
que fundou no Monte santo;
ama as portas de Sião
mais que as casas de Jacó.
Dizem coisas gloriosas
da Cidade do Senhor.

Lembro o Egito e Babilônia
entre os meus veneradores.
Na Filistéia ou em Tiro
ou no país da Etiópia,
este ou aquele ali nasceu.
De Sião, porém, se diz:
“Nasceu nela todo homem;
Deus é sua segurança”.

Deus anota no seu livro,
onde inscreve os povos todos:
“Foi ali que estes nasceram”.
E por isso todos juntos
a cantar se alegrarão;
e, dançando, exclamarão:
“Estão em ti as nossas fontes!”

Evangelho (Lucas 9,51-56)
Aleluia, aleluia, aleluia.
Veio o Filho do homem, a fim de servir e dar sua vida em resgate por muitos (Mc 10,45).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.
9 51 Aproximando-se o tempo em que Jesus devia ser arrebatado deste mundo, ele resolveu dirigir-se a Jerusalém.
52 Enviou diante de si mensageiros que, tendo partido, entraram em uma povoação dos samaritanos para lhe arranjar pousada.
53 Mas não o receberam, por ele dar mostras de que ia para Jerusalém.
54 Vendo isto, Tiago e João disseram: “Senhor, queres que mandemos que desça fogo do céu e os consuma?”
55 Jesus voltou-se e repreendeu-os severamente.
56 “O Filho do Homem não veio para perder as vidas dos homens, mas para salvá-las”. Foram então para outra povoação.
Palavra da Salvação.]

Então Jó abriu a boca e amaldiçoou o dia de seu nascimento. 2 Jó falou  nestes termos: 3 “Pereça o dia em que nasci e a noite … !!! | falandonalata1

Comentário ao Evangelho
A CAMINHO DE JERUSALÉM
A viagem rumo a Jerusalém representou uma guinada importante nas andanças missionárias de Jesus. Lá se encontrava o centro da religião judaica: o templo com todo o universo que se estabeleceu ao redor dele, especialmente os defensores da fé, a aristocracia sacerdotal e outros grupos empenhados em manter viva a tradição religiosa.
Entretanto, no correr do seu ministério, Jesus introduziu uma visão nova de relação com Deus, a partir do ideal de Reino, que acabou por relativizar, ou mesmo, invalidar inúmeros elementos da fé tradicional. A prática de Jesus não seguia os padrões da piedade em voga. De fato, ele não era um revolucionário, demolidor das veneráveis instituições religiosas do povo. A novidade de sua ação consistia em viver, na qualidade de Filho, os elementos da fé judaica de modo radical, ultrapassando o prescrito na letra da Lei. A ação de Jesus se pautava pelo espírito que inspirava a fé judaica e, há muito, havia sido esquecido. Este projeto de vida, porém, era contestado pelas lideranças religiosas da época. E Jesus não tinha dúvida da rejeição que lhe estava reservada. Não nutria ilusões a respeito do seu futuro. Isto, porém, não o impediu de seguir adiante, no caminho querido pelo Pai.
Já no início da viagem, Jesus fez a experiência de rejeição. No entanto, assim como os samaritanos, que o rejeitaram, foram poupados, também o seriam as autoridades de Jerusalém.

Ascensão do Senhor - Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Oração
Senhor Jesus, dá-me força e coragem para seguir em frente, no caminho querido pelo Pai, mesmo quando eu me sentir incompreendido e rejeitado.
O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês.
Sobre as Oferendas
Ó Deus de misericórdia, que esta oferenda vos seja agradável e possa abrir para nós a fonte de toda bênção. Por Cristo, nosso Senhor.
Antífona da Comunhão
Nisto conhecemos o amor de Deus: Jesus deu sua vida por nós; por isso nós também devemos dar a nossa vida pelos irmãos (1Jo 3,16).
Depois da Comunhão
Ó Deus, que a comunhão nesta eucaristia renove a nossa vida para que, participando da paixão de Cristo neste mistério e anunciando a sua morte, sejamos herdeiros da sua glória. Por Cristo, nosso Senhor.

Missa de Terça-feira da 26ª Semana do Tempo Comum - Liturgia das Horas

 

247

Publicado: setembro 12, 2021 em Uncategorized

AAA
Daniel Cara: “não se cria frente ampla com o bolsonarismo, e o MBL é o bolsonarismo”
Daniel Cara: “não se cria frente ampla com o bolsonarismo, e o MBL é o bolsonarismo”
Em entrevista à TV 247, o educador e professor da USP lamentou que muitos da esquerda tenham caído no “canto das sereias” do movimento de “gente nefasta”. “Não tenho nenhum problema em construir politicamente com quem quer que seja. Eu só não construo com cafajeste e o MBL”, disse. Assista
Leia mais
Documentário sobre fakeada de Juiz de Fora é sucesso de público e de crítica Documentário sobre fakeada de Juiz de Fora é sucesso de público e de crítica
Repórter investigativo Joaquim de Carvalho apontou todos os furos do episódio usado por Jair Bolsonaro para fugir dos debates em 2018 e exige a reabertura do caso
Leia mais
“Estamos lutando contra a ultradireita internacional”, diz Brian Mier “Estamos lutando contra a ultradireita internacional”, diz Brian Mier
O jornalista, em entrevista à TV 247, afirmou que a luta contra o fascismo deve ir muito além das manifestações de rua, buscando combater a influência global da “ultradireita supremacista branca”. “Uma das táticas que a gente precisa desenvolver muito rápido é como bater esses neonazistas da ultradireita internacional”. AssistLeia maisCardozo: governo Bolsonaro acabou sem sequer ter começado Cardozo: governo Bolsonaro acabou sem sequer ter começado
Ex-ministro da Justiça do governo Dilma afirmou que a nota de recuo de Jair Bolsonaro gera um forte senso de descrença em sua base de apoio. O problema inviabiliza de vez o governo, avaliou. “Aliás, não sei se o governo começou. Começou nas trapalhadas, não nas medidas, porque ele não fez absolutamente nada”. AssistaLeia mais“Qualquer governo que não enfrente o latifúndio está fadado ao fracasso”, diz Alysson Mascaro “Qualquer governo que não enfrente o latifúndio está fadado ao fracasso”, diz Alysson Mascaro
Jurista denunciou o papel do agronegócio brasileiro nas manifestações golpistas do 7 de setembro e advertiu para a força social do ramo. Para ele, somente políticas radicais, como uma reforma agrária, poderiam reduzir a influência do “latifúndio”. Assista na TV 247
Leia mais“Houve uma redução dramática da base do Bolsonaro”, avalia João Cezar de Castro Rocha “Houve uma redução dramática da base do Bolsonaro”, avalia João Cezar de Castro Rocha
Pesquisador do discurso da extrema-direita, o professor acredita que Jair Bolsonaro esperava uma adesão maior aos protestos tanto por parte da sociedade como das forças de segurança. “Seria um equívoco atribuir a Bolsonaro uma força que ele não tem”. Assista na TV 247
Leia mais“Lula tem ampla capacidade de diálogo e não guarda ressentimentos”, diz Celso Amorim “Lula tem ampla capacidade de diálogo e não guarda ressentimentos”, diz Celso Amorim
O ex-chanceler defendeu que o ex-presidente Lula conduza a tarefa de dialogar com todos os setores da sociedade no Brasil pós-Bolsonaro. Em entrevista à TV 247, o ex-ministro afirmou que as reformas mais importantes devem ser garantidas, mas que avanços também virão através da composição “com vários setores”. Assista
Leia mais
Genoino diz que é preciso radicalizar a luta no Congresso e nas ruas Genoino diz que é preciso radicalizar a luta no Congresso e nas ruas
Ex-deputado e ex-presidente do PT defendeu a radicalização do movimento antibolsonarista, tanto nas ruas, por meio de manifestações populares, como no Congresso, através da pressão institucional. “Não adianta um meio termo, não adianta fazer de conta que não há uma crise institucional profunda”. Assista
Leia mais

Lute como Liana – Camiseta Raglan
R$59,90 Comprar

Jornalismo Independente – Moletom RaglanR$179,90 R$239,90 ComprarEditora 247São Paulo
“Lula tem ampla capacidade de diálogo e não guarda ressentimentos”, diz Celso Amorim

RELIGIÃO LITURGIA DIÁRIAdom total liturgia
Dia 30 de Agosto – Segunda-feira
XXII SEMANA DO TEMPO COMUM
(Verde – Ofício do Dia)

Antífona de Entrada
Tende compaixão de mim, Senhor, clamo por vós o dia inteiro; Senhor, sois bom e clemente, cheio de misericórdia para aqueles que vos invocam (Sl 85,3.5).

Oração do dia
Deus do universo, fonte de todo bem, derramai em nossos corações o vosso amor e estreitai os laços que nos unem convosco para alimentar em nós o que é bom e guardar com solicitude o que nos destes. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Leitura (1 Tessalonicenses 4,13-18)
Leitura da primeira carta de são Paulo aos Tessalonicenses.
4 13 Irmãos, não queremos que ignoreis coisa alguma a respeito dos mortos, para que não vos entristeçais, como os outros homens que não têm esperança.
14 Se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, cremos também que Deus levará com Jesus os que nele morreram.
15 Eis o que vos declaramos, conforme a palavra do Senhor: por ocasião da vinda do Senhor, nós que ficamos ainda vivos não precederemos os mortos.
16 Quando for dado o sinal, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus, o mesmo Senhor descerá do céu e os que morreram em Cristo ressurgirão primeiro.
17 Depois nós, os vivos, os que estamos ainda na terra, seremos arrebatados juntamente com eles sobre nuvens ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.
18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial 95/96
O Senhor vem julgar nossa terra.
Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
manifestai a sua glória entre as nações
e, entre os povos do universo, seus prodígios!

Pois Deus é grande e muito digno de louvor,
é mais terrível e maior que os outros deuses;
porque um nada são os deuses dos pagãos.
Foi o Senhor e nosso Deus quem fez os céus.

O céu se rejubile e exulte a terra,
aplauda o mar com o que vive em suas águas;
os campos com seus frutos rejubilem
e exultem as florestas e as matas.

Na presença do Senhor, pois ele vem,
porque vem para julgar a terra inteira.
Governará o mundo todo com justiça
e os povos julgará com lealdade.

Evangelho (Lucas 4,16-30)
Aleluia, aleluia, aleluia.
O Espírito do Senhor repousa sobre mim e enviou-me a anunciar aos pobres o Evangelho (Lc 4,18).
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
Naquele tempo, 4 16Jesus dirigiu-se a Nazaré, onde se havia criado. Entrou na sinagoga em dia de sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler.
17Foi-lhe dado o livro do profeta Isaías. Desenrolando o livro, escolheu a passagem onde está escrito:
18″O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu; e enviou-me para anunciar a boa nova aos pobres, para sarar os contritos de coração,
19para anunciar aos cativos a redenção, aos cegos a restauração da vista, para pôr em liberdade os cativos, para publicar o ano da graça do Senhor”.
20E enrolando o livro, deu-o ao ministro e sentou-se; todos quantos estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele.
21Ele começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu este oráculo que vós acabais de ouvir”.
22Todos lhe davam testemunho e se admiravam das palavras de graça, que procediam da sua boca, e diziam: “Não é este o filho de José?”
23Então lhes disse: “Sem dúvida me citareis este provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo; todas as maravilhas que fizeste em Cafarnaum, segundo ouvimos dizer, faze-o também aqui na tua pátria”.
24E acrescentou: “Em verdade vos digo: nenhum profeta é bem aceito na sua pátria.
25Em verdade vos digo: muitas viúvas havia em Israel, no tempo de Elias, quando se fechou o céu por três anos e meio e houve grande fome por toda a terra;
26mas a nenhuma delas foi mandado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia.
27Igualmente havia muitos leprosos em Israel, no tempo do profeta Eliseu; mas nenhum deles foi limpo, senão o sírio Naamã”.
28A estas palavras, encheram-se todos de cólera na sinagoga.
29Levantaram-se e lançaram-no fora da cidade; e conduziram-no até o alto do monte sobre o qual estava construída a sua cidade, e queriam precipitá-lo dali abaixo.
30Ele, porém, passou por entre eles e retirou-se.
Palavra da Salvação.]

Evangelho do Dia

Comentário ao Evangelho
E PROSSEGUIU SEU CAMINHO
O episódio ocorrido na sinagoga de Nazaré é um retrato do ministério de Jesus. Sua ação primaria pela sinceridade, sem se deixar levar por ambições nem se influenciar por preconceitos. Isto lhe valeria a admiração de uns, por suas palavras cheias de verdade, e o ódio de outros, revoltados por sua ousadia.
A leitura do texto do profeta Isaías serviu de pretexto para Jesus revelar a sua identidade e a sua missão. Era ele a pessoa anunciada pelo profeta, com a tarefa de concretizar o projeto confiado ao Ungido do Senhor. Caberia a ele implantar uma sociedade nova, sem pobres nem marginalizados, onde a dignidade humana fosse recuperada e a presença da graça do Senhor se fizesse sentir na vida de cada pessoa.
Houve os que reconheceram a veracidade de suas palavras, quiçá por terem intuído a possibilidade de receber dele algum benefício. Os pobres, os de coração ferido, os cativos e cegos, os que padeciam de alguma forma de opressão foram os que logo descobriram algo de sublime na declaração firme de Jesus.
Houve, porém, os que não acreditavam que ele pudesse, de fato, realizar tudo quanto estava prometendo. Sem dúvida, por considerá-lo um impostor e charlatão, enganador do povo. Por isso, tomaram a decisão de eliminá-lo, lançando-o de uma colina para o precipício.
Era apenas o começo de sua caminhada. Havia um longo caminho a ser percorrido, sem se deixar abater!

Evangelho do dia – mês de janeiro de 2016 | OpusAlegria

Oração
Pai, que as contrariedades da vida jamais me impeçam de seguir o caminho que traçaste para mim. Com Jesus, quero seguir sempre adiante!
O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês.
Sobre as Oferendas
Ó Deus, o sacrifício que vamos oferecer nos traga sempre a graça da salvação, e vosso poder leve à plenitude o que realizamos nesta liturgia. Por Cristo, nosso Senhor.
Antífona da Comunhão
Como é grande, ó Senhor, vossa bondade, que reservastes para aqueles que vos temem! (Sl 30,20)
Depois da Comunhão
Restaurados à vossa mesa pelo pão da vida, nós vos pedimos, ó Deus, que este alimento da caridade fortifique os nossos corações e nos leve a vos servir em nossos irmãos e irmãs. Por Cristo, nosso Senhor.

PazVivida!!!: Lc 4. 19-30 – Jesus, o Profeta Não-Recebido

Publicado: agosto 30, 2021 em Uncategorized


ver browserSEGUNDA-FEIRA, 30 DE AGOSTO DE 2021 Desde a sua fundação, o Nexo tem procurado diferentes maneiras de aproximar seu jornalismo dos temas mais relevantes para o país.
Foi nesse contexto que lançamos, em 2019, o 
Programa de Assinaturas do Nexo para Cursinhos Populares. Uma forma de ampliar o acesso à informação entre um público que a valoriza e pode usá-la de maneira transformadora, e, ao mesmo tempo, de incentivar leitores e assinantes a estenderem seu apoio ao jornalismo independente e de qualidade.
A educação é um dos fatores mais determinantes para a mobilidade social e, para os jovens que desejam acessar o ensino superior, o cursinho preparatório tem se mostrado uma etapa fundamental. Pesquisas e depoimentos dos próprios professores indicam que acompanhar o noticiário com regularidade melhora o desempenho desses jovens no Enem e aumenta suas chances de serem aprovados nos vestibulares. Os conteúdos do Nexo já figuraram nos vestibulares da Fuvest, Unicamp e Unesp.Como funciona o programa?
Programa de Assinaturas para Cursinhos Populares consiste na arrecadação de recursos entre leitores e assinantes do Nexo para financiar a distribuição de assinaturas para estudantes e professores de cursinhos.
Gostaríamos de te convidar a participar do programa em 2021.

Patrocinando as assinaturas para os estudantes de cursinhos populares, você, que já nos acompanha e apoia, pode ampliar seu suporte à missão do Nexo. E juntos vamos contribuir para a formação de cidadãos críticos e engajados com o debate público, além de mais bem preparados para ter um bom desempenho no Enem e nos vestibulares.

Já estamos no terceiro ano do programa, que até agora entregou mais de 2.000 assinaturas a 55 cursinhos espalhados em cidades de todo o Brasil.

Nosso compromisso é conceder uma assinatura individual para cada um dos professores das instituições participantes. Além disso, a cada assinatura para estudante financiada por apoiadores, o Nexo oferecerá mais uma a outro aluno, garantindo acesso completo ao conteúdo do jornal, além de todas as suas newsletters, em especial a “Atualidades”, uma seleção de conteúdos do Nexo sobre temas relevantes da contemporaneidade, pertinentes para uso em sala de aula ou como preparação para o Enem e vestibulares.

O apoio pode ser mensal ou único, e você pode ainda compartilhar esta mensagem ou a página do programa com os amigos.Sabemos da vocação que nosso jornalismo tem para a educação. Poder doar assinaturas para os cursinhos populares é contribuir para que esse jornalismo esteja disponível para um público ainda maior.
Obrigado!
Enviado por Nexo Jornal.
Rua Araújo, 216 — 8º andar / São Paulo — SP.
Caso queria sair da lista, descadastre-se aqui.


Bioeconomia e economia circular na fruticultura e mandiocultura são temas de webinar da Embrapa
Nesta quarta-feira, 18 de agosto, às 14h, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, realiza o webinar “Bioeconomia e economia circular na fruticultura e mandiocultura”, organizado pela Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA).
A bioeconomia pode ser definida como a produção econômica de produtos e serviços de forma sustentável a partir de recursos de base biológica e tem tido participação importante no desenvolvimento econômico de alguns países. “A agricultura brasileira é o caminho mais curto e seguro para que sejamos o grande protagonista da bioeconomia”, afirmam os pesquisadores Áurea Fabiana A. de A. Gerum e Gilmar Souza Santos no artigo “Bioeconomia na Embrapa Mandioca e Fruticultura”.
Já a economia circular é um modelo que se propõe a utilizar tudo o que sobra dos processos produtivos, seja por meio da reutilização, recuperação ou reciclagem, com foco na busca de insumos mais duráveis, recicláveis e renováveis.
Os temas bioeconomia e economia circular contribuem para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) especialmente no âmbito do Objetivo 12 (Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis).
Moderado pelo analista Marcelo do Amaral Santana, o evento vai ser transmitido simultaneamente para o facebook da Embrapa Mandioca e Fruticultura (facebook/embrapamandiocaefruticultura).
Serviço:
Evento: Webinar “Bioeconomia e economia circular na fruticultura e mandiocultura”
🗓️ Data: 18/8 (quarta)
⏰ Horário: 14h

Palestras:
☑️ Visão geral da bioeconomia e economia circular – Gilmar Santos (pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura)
☑️ Aplicação da bioeconomia e economia circular na mandiocultura e fruticultura – Áurea Gerum (pesquisadora da Embrapa Mandioca e Fruticultura)
👤 Moderador: Marcelo Amaral
📌 Links de transmissão:
Youtube: https://youtu.be/VykEbtuXnsU
Facebook: https://www.facebook.com/385235648201218/posts/4546783602046381/

Léa Cunha (DRT-BA 1633)
Embrapa Mandioca e Fruticultura
Telefone: (75) 3312-8076
E-mail: mandioca-e-fruticultura.imprensa@embrapa.br

__________________________
Aviso de confidencialidade

Esta mensagem da Empresa  Brasileira de Pesquisa  Agropecuaria (Embrapa), empresa publica federal  regida pelo disposto  na Lei Federal no. 5.851,  de 7 de dezembro de 1972,  e  enviada exclusivamente  a seu destinatario e pode conter informacoes  confidenciais, protegidas  por sigilo profissional.  Sua utilizacao desautorizada  e ilegal e  sujeita o infrator as penas da lei. Se voce  a recebeu indevidamente, queira, por gentileza, reenvia-la ao emitente, esclarecendo o equivoco.

Confidentiality note
This message from Empresa  Brasileira de Pesquisa  Agropecuaria (Embrapa), a government company  established under  Brazilian law (5.851/72), is directed exclusively to  its addressee  and may contain confidential data,  protected under  professional secrecy  rules. Its unauthorized  use is illegal and  may subject the transgressor to the law’s penalties. If you are not the addressee, please send it back, elucidating the failure.

 

mam ba

Publicado: agosto 16, 2021 em Uncategorized

Geraldo Moniz MAM geraldomoniz.mam@gmail.com 10:00 (há 18 minutos)Profissionais de saúde serão homenageados amanhã (17), às 15h, no Solar do UnhãoOs colaboradores do Hospital Espanhol (Centro de Referência no Tratamento da Covid-19) recebem uma homenagem amanhã (17), a partir das 15h, no Solar do Unhão (Avenida Contorno s/n°), em Salvador, local que também é sede do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-Bahia). Será o primeiro dia de abertura do museu para o público depois de 1,5 ano fechado em função da Pandemia da Covid-19. O convite partiu da direção do MAM como uma homenagem a todos os profissionais da área de saúde que estiveram e ainda estão na linha de frente no combate à doença na Bahia.

“Para abrir estamos obedecendo todas as regras e determinações da Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do Estado”, explica a Coordenadora Geral do MAM, Marília Gil. Segundo ela, o uso de máscaras é obrigatório e a lotação dos espaços expositivos é de 10 pessoas na Capela e 20 no Casarão, a cada visita. “Além disso, dispomos de áreas abertas, como o Pátio da Mangueira onde o Café Circuito Saladearte estará funcionando e o Pátio inferior do museu que também serve de estacionamento, com lotação máxima de 30 pessoas cada um deles, a cada vez” relata. MEDIÇÃO e LIMPEZA – A medição de temperatura dos visitantes que chegam ocorrerá na pequena ladeira do MAM onde foi instalada uma portaria e cancela eletrônica. “Ao chegarem às áreas de visitação do museu todos já estarão com temperaturas aferidas”, detalha Marília. O complexo arquitetônico do MAM também passou por lavagem de pisos, portas e janelas, poda de árvores e plantas, enceramento de piso do salão, troca de lâmpadas e limpeza geral, internas e externas. “O nosso objetivo é dar maior conforto e segurança para todos”, finaliza Marília Gil.

Os colaboradores do Hospital Espanhol sairão em vans do bairro da Barra, em roupas de passeio. Finalmente eles poderão estar no mesmo grupo de trabalho, porém sem o vestuário médico e os equipamentos de proteção individual (EPI) como batas, aventais, macacões, luvas, máscaras e óculos de proteção, dentre outros itens que são obrigados a usar no hospital.

EDUCATIVO e VISITAÇÃO – “É uma honra para nós receber pessoas tão corajosas e abnegadas que estão na linha de frente atendendo a população para vencer esta pandemia”, comenta a Coordenadora do Educativo–MAM, Isabel Gouvêa. Segundo ela, os monitores e mediadores se prepararam por dois meses para receber os visitantes. “Pesquisamos, estudamos, assistimos palestras, documentários e filmes, preparando a equipe para falar sobre a exposição ‘O Museu de Dona Lina’ e os acervos que compõem a mostra”, informa Isabel.

A exposição do MAM fica aberta até dezembro. A visitação será permanente de terça a sexta-feira, sempre das 13h às 17h. Até novembro o museu também ganha um espaço exclusivo sobre a arquiteta ítalo-brasileira, Lina Bo Bardi (Roma 1914 — São Paulo 1992) que concebeu e foi a primeira diretora do MAM-Bahia de 1959 a 1963.

Para mais informações sobre os profissionais da saúde e o Hospital Espanhol: Marília Simōes, telefone 999896677. Mais informações sobre o MAM e suas atividades estão disponibilizadas em suas redes sociais (instagram e facebook) ou via telefone (71) 31176132, das 9h às 12h e das 13h às 15h.

Assessoria de Comunicação – MAM, Em 16.08.2021

Geraldo Moniz de Aragão (1498-mte.ba)

geraldomoniz.mam@gmail.com, 071 99102.7394

 

Museu de Arte Moderna da Bahia

(71) 31176132

Av. Contorno, s/n°, Solar do Unhão

CEP 4006-060 Salvador Bahia

16 anexos

Exibindo Capela do MAM ftAcervo.jpg

247

Publicado: agosto 9, 2021 em jornalismo, politica e debates_, Uncategorized


Ver no navegador

Lula prepara carta aberta sobre relações com as Forças Armadas Lula prepara carta aberta sobre relações com as Forças Armadas
Desde março, Lula, líder em todas as pesquisas sobre sucessão presidencial, está trabalhando na elaboração de uma carta aberta, na qual fará um aceno político aos militares

Leia maisOrganização internacional liderada por Bernie Sanders vem ao Brasil checar ameaças antidemocráticas de Bolsonaro Organização internacional liderada por Bernie Sanders vem ao Brasil checar ameaças antidemocráticas de Bolsonaro Leia maisDemagogia eleitoreira de Bolsonaro gera custo de R$ 67 bi e pode estourar Orçamento Demagogia eleitoreira de Bolsonaro gera custo de R$ 67 bi e pode estourar Orçamento
O equilíbrio fiscal do país já está comprometido com as medidas demagógicas de caráter continuísta do governo Bolsonaro
Leia maisPovos indígenas denunciam Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional, em Haia, por genocídio Povos indígenas denunciam Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional, em Haia, por genocídio
Denúncia foi formulada pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil e é consequência da morte de 1.162 indígenas por covid-19 no Brasil
</a”>Leia maisSociedade brasileira não vai aceitar nova ditadura, diz Edmar Bacha Sociedade brasileira não vai aceitar nova ditadura, diz Edmar Bacha
Economista que atuou na formulação do Plano Real afirma que a Faria Lima não esperava que Bolsonaro ameaçasse a democracia e defendeu o impeachment
Leia maisClima na PGR é de revolta com a proteção de Augusto Aras aos crimes do bolsonarismo Clima na PGR é de revolta com a proteção de Augusto Aras aos crimes do bolsonarismo
Subprocuradores não aceitam a blindagem que o procurador-geral vem oferecendo a Jair Bolsonaro, que já cometeu dezenas de crimes de responsabilidade
Leia maisBrasil encerra Olimpíada com seu melhor desempenho de todos os tempos Brasil encerra Olimpíada com seu melhor desempenho de todos os tempos
Número de ouros iguala o das Olimpíadas do Rio. Total de medalhas é o maior na história
Leia maisEmpresa que vende preservativos ao governo seguiu mesmo roteiro usado pela Covaxin Empresa que vende preservativos ao governo seguiu mesmo roteiro usado pela Covaxin
Alvo de investigações na CPI da Covid, empresa praticou atraso nas entregas, ofereceu garantia imprópria e impôs preço inflado
Leia maisR$59,90ComprarR$239,90ComprarEditora 247 facebook twitter youtube instagram

telegram Você recebeu este e-mail porque se cadastrou em nosso site ou se inscreveu conosco. Cancelar subscrição

Lula prepara carta aberta sobre relações com as Forças Armadas

 

pocket_

Publicado: agosto 8, 2021 em Uncategorized

>Brasil lidera ranking de mortes por arma de fogo no mundo
View Original

O Brasil foi o país que apresentou o maior número de mortes por arma de fogo no mundo. Segundo dados da Pesquisa Global de Mortalidade por Armas de Fogo (Global Mortality from firearms, 1990 – 2016) , do Instituto de métricas e avaliação em saúde (Institute for Health Metrics and Evaluation), o país soma 43.200 mortes. Atrás do Brasil, vem os Estados Unidos, com 37.200 mortes. Apenas seis países das Américas comportam metade de todas as mortes por arma de fogo no mundo.
Brasil, Estados Unidos, México, Colômbia, Venezuela e Guatemala são os países que juntos somam metade das mortes por arma de fogo de todo mundo. O número corresponde a um total de 126.990 mortes.
>O estudo engloba mortes decorrentes do uso de armas de fogo, sendo elas homicídios, suicídios e acidentes. O recorte temporal é de 1990 até 2016, em 195 países e territórios. Foram separados casos de morte por faixa etária e sexo. Mortes em conflitos terroristas, execuções não foram contabilizados para os resultados finais da pesquisa.
Em uma análise total, o estudo mostrou que a maior parte dos países analisados pela pesquisa entre os anos de 1990 e 2016 tiveram queda nos índices a respeito do assunto. Porém, 41 países (praticamente metade da América Latina e do Caribe) demonstraram-se constantes em diversos indicadores substanciais a respeito de mortes por arma de fogo.
No mesmo compasso que o número absoluto de mortes por armas de fogo aumentou de 209 mil mortes para 251 mil em 2016, a taxa de mortes pelo mesmo motivo diminuiu sutilmente nesse mesmo espaço de tempo. Durante os 26 anos englobados pelo estudo, o indicador de homicídios causados por essas armas se manteve estagnado, sem queda significativa.
Homicídios:

O país El Salvador fica em primeiro lugar, com uma taxa de 38,9 mortes a cada 100 mil pessoas. Logo em seguida, vem a Venezuela (32,9), Guatemala (28,0), Colombia (24,3) e Honduras (21,6). No ranking de homicídios causados por morte de fogo, o Brasil encontra-se no 7; lugar, com taxa de 18,2 mortes a cada 100 mil pessoas.
Suicídios:

A Groenlândia foi o país com a maior taxa de suicídios causados por arma de fogo com taxa de 22 mortes a cada 100 mil pessoas. Em segundo lugar, ficou os Estados Unidos com 6,4 mortes a cada 100 mil. O Uruguai atingiu o terceiro lugar desse ranking com 4,2 mortes/100mil pessoas. A Venezuela e a Argentina foram os outros dois países da América Latina que entraram no ranking de 10 países com maior taxa de suicídio por arma de fogo.
Search every word in your Pocket
Unlock our powerful search tool when you join Pocket Premium.

Ode ao 2 de Julho

Publicado: julho 28, 2021 em Uncategorized

Ode ao 2 de Julho
Era no Dous de Julho
A pugna imensa
Travava-se nos cerros da Bahia…
O anjo da morte pálido cosia
Uma vasta mortalha em Pirajá.
“Neste lençol tão largo, tão extenso,
“Como um pedaço roto do infinito …
O mundo perguntava erguendo um grito:
“Qual dos gigantes morto rolará?! …
Debruçados do céu. . . a noite e os astros
Seguiam da peleja o incerto fado…
Era tocha — o fuzil avermelhado!
Era o Circo de Roma — o vasto chão!
Por palmas — o troar da artilharia!
Por feras — os canhões negros rugiam!
Por atletas — dous povos se batiam!
Enorme anfiteatro — era a amplidão!
Não! Não eram dous povos os que abalavam
Naquele instante o solo ensangüentado…
Era o porvir — em frente do passado,
A liberdade — em frente à escravidão.
Era a luta das águias — e do abutre,
A revolta do pulso — contra os ferros,
O pugilato da razão — com os erros,
O duelo da treva — e do clarão! …
No entanto a luta recrescia indômita
As bandeiras – como águias eriçadas —
“Se abismavam com as asas desdobradas
Na selva escura da fumaça atroz…
Tonto de espanto, cego de metralha
O arcanjo do triunfo vacilava…
E a glória desgrenhada acalentava
O cadáver sangrento dos heróis!
Mas quando a branca estrela matutina
Surgiu do espaço e as brisas forasteiras
No verde leque das gentis palmeiras
Foram cantar os hinos do arrebol,
Lá do campo deserto da batalha
Uma voz se elevou clara e divina.
Eras tu — liberdade peregrina!
Esposa do porvir — noiva do Sol!…
Eras tu que, com os dedos ensopados
No sangue dos avós mortos na guerra,
Livre sagravas a Colúmbia Terra,
Sagravas livre a nova geração!
Tu que erguias, subida na pirâmide
Formada pelos mortos do Cabrito,
Um pedaço de gládio — no infinito…
Um trapo de bandeira — n’amplidão!. ..
*******
A reprodução foi extraída da revista “Bahia Ilustrada” (edição de 1918)
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE HUMANIDADES DEPARTAMENTO DE  LITERATURA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS ANA CLÁUDIA VERAS SANTOS -  PDF Free Download