Archive for the ‘politica e debates_’ Category

pacto

Posted: May 17, 2019 in ação social, politica e debates_

<Preparamos um conteúdo especial com artigos, eventos e novidades da nossa rede. 

Notícias do Pacto pela Democracia
N. 40 | 16 de maio de 2019

Autoritarismo no Brasil O pesquisador da UFMG Roberto Andrés concedeu uma entrevista em que analisa o atual momento político brasileiro e os riscos do autoritarismo, além de citar iniciativas que têm surgido na sociedade civil, entre elas o Pacto.
Autoritarismo no mundo Em entrevista para a BBC News Brasil, a pesquisadora holandesa Marlies Glasius alerta para as novas faces do totalitarismo à direita e à esquerda no mundo.
Crise? A maneira com que a crise da democracia tem sido tratada na esfera pública é objeto de 
crítica do cientista político polonês Adam Przeworski.
Monitoramento Uma
página preparada pelo portal G1 permite que as pessoas acompanhem os votos de seus representantes na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Competitividade O
Centro de Liderança Pública – CLP realiza o Prêmio Excelência em Competitividade, na gestão estadual, com inscrições abertas até o dia 19/06.

Seleção RAPS – Rede de Ação Política pela Sustentabilidade abriu pré-inscrições para o seu 8º processo seletivo, voltado a interessados em atuar diretamente na política institucional, através de cargos eletivos.
Celebração O CENPEC – Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária celebrou na última semana o seu aniversário de 32 anos e estreou um novo portal.
Mulheres O Instituto Update viajará por 6 países conversando com mulheres eleitas que estão transformando a política na América Latina. A página Emergência Política Mulheres traz mais detalhes sobre o projeto.

Hoje a Lei de Acesso à Informação completa 7 anos e diversas organizações da nossa rede realizam o evento “Transparência a Sete Chaves: Como romper as barreiras do acesso à informação no Brasil“, às 19h, em São Paulo.
Reinauguração A Fundação Tide Setubal vai reinaugurar no dia 17 o Galpão ZL, em São Paulo. O evento contará com uma feira de empreendedores locais, rodas de conversa e oficinas.
Confirmada a realização da Virada Política 2019, após a campanha de financiamento coletivo conseguir bater a meta de arrecadação. O evento ocorre no dia 30 de junho, em São Paulo.
</
Clique no botão abaixo e receba por WhatsApp as novas edições desta newsletter

MANDE UM ‘OI’Então clique aqui e inscreva-se
Não custa nada e você ainda ficará atualizado sobre temas importantes #PelaDemocracia!

Clique nos botões abaixo e siga o Pacto pela Democracia nas mídias sociaishttps://www.facebook.com/pactopelademocracia/https://twitter.com/_pelademocraciahttps://www.instagram.com/pactopelademocracia/https://www.pactopelademocracia.org.br/

O Pacto pela Democracia é uma plataforma de ação conjunta, que conta com 100 organizações da sociedade civil, além de lideranças públicas e políticas de diversos campos. Prezamos pela pluralidade de visões e áreas de atuação na construção da democracia. Você está recebendo este e-mail porque participou de algum evento, campanha ou ação do Pacto pela Democracia. Caso não queira receber mais estes emails, basta se descadastrar por aqui. 

Nenhuma descrição de foto disponível.

 

 

Advertisements

ae_

Posted: May 10, 2019 in agestado_estadao, politica e debates_

Estadão politica 
JULGAMENTO
TRF-2 ordena que Temer volte à prisão

JUDICIÁRIO 
Assembleias podem barrar prisão de deputados, decide STF

GOVERNO
Bolsonaro bate o martelo e vai a Dallas para receber prêmio
Colunas
Exclusivo do Assinante William Waack William Waack A marcha da estupidez Vera Magalhães Vera Magalhães Todos à mercê a Coluna do Estadão Assembleia-SP gasta R$ 4,1 mi em despesas de gabinete de janeiro a março LEIA MAIS EM COLUNISTAS Seta sentido Direita
Blogs Fausto Macedo Fausto Macedo
Defesa diz que coronel Lima também se entrega Coluna do Estadão
Coluna do Estadão
Decreto abre brecha para armas em avião José Nêumanne José Nêumanne A volta da velha barganha LEIA MAIS EM BLOGS Seta sentido Direita
TV Estadão  Imagem de player
Ex-ministros criticam política ambiental do Planalto
Veja mais em TV Estadão Ícone de Mensagem
Receba outras newsletters do Estadão


Home / Capa

Embuste em dose dupla

Por Publicado em 7 de maio de 2019
O ministro da economia, Paulo Guedes (foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
MARCO CAMPANELLA(*)
Assim como o desmonte da CLT, operado por Temer, o assalto às aposentadorias, agora, com Bolsonaro, passou a ser a panaceia para todos os males e, como não poderia deixar de ser, para o maior deles, a prostração econômica em que se encontra o país há pelo menos 5 anos.
Guedes, o garoto-propaganda da tragédia travestida de PEC que chamam de “reforma”, atrelou, definitivamente, o futuro da economia nacional à aprovação da matéria, secundado pelos interlocutores do bolsonarismo no Congresso Nacional que, em tom monocórdico, repetem a máxima em tom ameaçador.
Argumentos, não há. Cálculos atuariais para demonstrar o badalado déficit, muito menos. Cobraram do superministro quando de sua passagem turbulenta pela Câmara, mas, até hoje, nenhum dado minimamente confiável, que não virá, por uma razão muito simples: a narrativa governista carece de sustentação técnica e não resiste a alguns segundos de debate.
Entidades como a ANFIP, o DIEESE, entre outras, apresentaram farta argumentação a outro bufão do mercado, o secretário Rogério Marinho – o mesmo que ceifou os direitos trabalhistas e perdeu o mandato de deputado federal, em recente Seminário da Comissão de Trabalho da Câmara Federal, e dele ouviu as mesmas frases prontas e falaciosas de sempre, fabricadas pelos chicago-boys comandados por Guedes: combate aos privilégios das corporações (não financeiras, é claro), defesa dos mais pobres e a ameaça terrorista de sempre.
O professor Eduardo Fagnani, da Unicamp, nesse mesmo evento, com sua costumeira lucidez, desmascarou o secretário ao lembrar as sucessivas mudanças nas previsões de crescimento da economia: se os economistas não conseguem prever sequer o que vai acontecer com a economia no próximo trimestre, o que dirá nas próximas décadas, quando os defensores da reforma afirmam que sem ela o déficit previdenciário explodirá e com ele a economia brasileira. E foi didático: o destino da economia não pode ser atrelado ao destino da previdência, porque nunca esteve.
Aliás, no mesmo diapasão, se manifestaram, muito recentemente, representantes do mais poderoso sindicato da construção do país, o SINDUSCON-SP. Depois de concluírem que, para eles, “o ano de 2019 acabou”, pela absoluta estagnação do setor, expressaram a descrença de que a tal “reforma” será a “panaceia” da retomada do crescimento.
Mas, para desalento dos inimigos dos aposentados brasileiros, a simples discussão da reforma da previdência já está interferindo nos rumos da economia, só que para baixo.
Os bancos, mais uma vez, reduziram a projeção de crescimento da economia este ano e 2020. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – caiu de 1,97% para 1,95% este ano, na sétima redução consecutiva. E o boletim Focus do Banco Central, na mesma esteira, apresentou, nesta segunda (6) a décima queda consecutiva na expectativa para crescimento da economia este ano – uma derrubada drástica de 1,70% para 1,49% de uma semana para a outra.
Pelo andar da carruagem, quando a autoproclamada “reforma” estiver prestes a ser concluída nas duas casas legislativas, as estimativas sobre o desempenho econômico do chamado “mercado” estarão no chão, ou no porão, desmistificando a pérola governista de que a PEC salvará o Brasil, como aconteceu com as previsões alucinadas dos patrocinadores da outra “reforma”, a trabalhista, quando prometeram restaurar em pouco tempo milhões de empregos que os trabalhadores estão esperando até hoje.
Bastaria um pouquinho de bom senso (ou humildade) para aprender com as lições de um passado muito recente para, no mínimo, adotar uma postura de cautela diante do clima de terror que Guedes e o núcleo bolsonarista querem impingir a esse importante debate, transformando-o em mais um embuste, agora em dose dupla.
(*) Jornalista, foi editor-chefe da Hora do Povo

ae

Posted: May 7, 2019 in agestado_estadao, politica e debates_

 aqui  no navegadorEstadão
politica
RUSGAS
Villas Bôas: Olavo presta enorme desserviço ao País

CONGRESSO
Coaf mantido na Justiça tem aval de metade de comissão

SEXTA VEZ
Temer vira réu por obstrução de Justiça e organização criminosa
Colunas
Exclusivo do AssinanteColuna do Estadão
Coluna do Estadão
Escolha para o TST indica que Moro pode não ser consultado sobre PGR
Eliane CantanhêdeEliane Cantanhêde
Paciência tem limiteVera Magalhães
Vera Magalhães
O paradoxo de Paulinho
LEIA MAIS EM COLUNISTAS Seta sentido Direita
BlogsFausto Macedo
Fausto Macedo
Entidade de juízes pede à AGU que não recorra da decisão que pescou a lagosta do SupremoColuna do Estadão
Coluna do Estadão
UnB aponta corte de 40% no orçamento pelo MEC
José NêumanneJosé NêumanneMais um vexame do STF
LEIA MAIS EM BLOGS Seta sentido DireitaTV EstadãoImagem de playerProtesto contra cortes na EducaçãoVEJA MAIS EM TV ESTADÃO

ae _

Posted: May 7, 2019 in agestado_estadao, politica e debates_

Estadãopolitica
CÂMARA
Deputado do Novo vira líder ‘informal’ do governo
RECONHECIMENTO
Bolsonaro equipara Olavo a Mourão em condecoração
NA TV
Presidente cita ‘dificuldades’ e ignora temas do 1º de Maio
PARTIDOS
PRB vai mudar de nome e virar ‘Republicanos’
Colunas
Exclusivo do AssinanteWilliam Waack
William Waack
Insurreição e mito
SupercolunaSupercoluna
Bolsonaro é aconselhado a ser ‘mais Bolsonaro’; Centrão promete não ‘atrapalhar’ brigas no governo
Vera MagalhãesVera Magalhães
Arroubos x cautela
LEIA MAIS EM COLUNISTAS Seta sentido Direita
BlogsFausto Macedo
MEC diz que cortará verba de universidade que promover “balbúrdia”
Fausto Macedo
Limpeza de banheiros de hotel e de motel é ‘atividade insalubre em grau máximo’, diz TST
José NêumanneJosé Nêumanne
Golpe no STF para soltar Lula
Coluna do EstadãoColuna do Estadão
‘Reforma é o Plano Real desta década’, afirma presidente da comissão especial da Previdência
LEIA MAIS EM BLOGS Seta sentido Direita
TV Estadão Imagem de player Imagem de player


Nota oficial do Instituto Federal Catarinense – Campus Camboriú sobre bloqueio orçamentário
Vera Schetino
IFC campus Camboriú –on page

Sexta, 3/5/2019 15:43.
O Instituto Federal Catarinense (IFC) – Campus Camboriú vem a público esclarecer os bloqueios de, aproximadamente, 30% na dotação orçamentária anual, de acordo com o Decreto n° 9.741/2019, publicado no Diário Oficial da União (DOU), de 29 de abril de 2019. Segundo os dados da publicação, R$5,8 bilhões dos recursos do Ministério da Educação (MEC) serão cortados. A verba compreende bloqueios nos orçamentos dos Institutos e Universidades Federais. O corte não atinge ações de assistência estudantil..
De acordo com o diretor-geral do IFC Camboriú, Rogério Luís Kerber, o bloqueio foi realizado de forma automática pela Secretaria de Orçamento Federal do Ministério da Economia, às 20h08 do dia 30/04, e compreende 30% do orçamento discricionário. A ação representa um bloqueio de R$ 19.498.323,00 nos recursos do Instituto Federal Catarinense (IFC), e R$ 2.220.474,33 no orçamento anual do campus Camboriú. “Avaliando a conjuntura, tenho a expectativa e torço para que o bloqueio possa ser revertido. Caso contrário, teremos que efetuar cortes drásticos nos contratos de prestação de serviços terceirizados, além das atividades ligadas ao ensino, pesquisa e extensão. Esse bloqueio chega a 39% na ação de funcionamento (custeio)”..
Atualmente, o impacto pode atingir terceirizados e mais de 2.900 alunos do campus (desde a qualificação profissional, Educação de Jovens e Adultos (PROEJA), ensino médio técnico, cursos técnicos pós-médio, graduação e pós-graduação – lato e stricto sensu). “Para exemplificar, seria necessário cortarmos 65,5% dos nossos serviços terceirizados. Mesmo com economia dos serviços essenciais, não conseguiremos chegar ao final do ano letivo nessa situação”, destacou o diretor..
Diante do cenário, a reitora do IFC, Sônia Regina de Souza Fernandes, está em Brasília em reunião com o Conselho das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) para debater a pauta em questão. Já na próxima semana, o Conselho dos Dirigentes (Codir) do IFC se reúne para tomar decisões a respeito do bloqueio..
O IFC Camboriú preza pela continuidade na oferta de um ensino de qualidade, sem precarização, pelo respeito ao aluno e comunidade que contribuem como cidadãos brasileiros para manutenção do ensino público, gratuito e de direito, previsto em nossa Constituição. A instituição acredita no apoio da comunidade e está comprometida com a busca de soluções e reversão dos cortes para manter o funcionamento das atividades de ensino, pesquisa e extensão, lutando pela formação cidadã, a inclusão social e o desenvolvimento regional.

IFC campus Camboriú

dinheiro de fé!

Posted: April 29, 2019 in politica e debates_

Curiosidades Sobre A Vida De Edir Macedo E Os Seus Luxos

PROPAGANDA

A revista Forbes criou um ranking da fortuna dos maiores líderes religiosos do Brasil, e ao contrário do que pregou Jesus Cristo, eles acumulam uma vasta fortuna. Estevan Hernandes Filho e a “bispa” Sônia, por exemplo, têm juntos R$ 120 milhões. Outro exemplo, R. R. Soares, aparece com R$ 250 milhões. O líder da Assembleia de Deus, Silas Malafaia, tem fortuna R$ 300 milhões e o “apóstolo” Valdemiro Santiago, ‘dono’ da Igreja Mundial do Poder de Deus chega com R$ 400 milhões. No entanto, na liderança dessa estranha lista está Edir Macedo, fundador e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, com patrimônio estimado em R$ 2 bilhões. Confira mais detalhes sobre a fortuna do “bispo” a seguir.

Continue lendo para descobrir o melhor local para falar com Deus.

Antes da fé

Edir Macedo Bezerra tem hoje 74 anos. Antes de fundar a Universal, o bispo foi, por 16 anos, funcionário público e chegou a trabalhar para o IBGE, no censo econômico de 1970. No final da década de 70, no entanto, Edir Macedo deixou a carreira de funcionário público para se dedicar integralmente à vida religiosa. Fundou a Universal em 1977, mas já era pastor desde 1974. Tem cinco irmãos e nasceu em Rio das Flores – RJ


%d bloggers like this: