Archive for the ‘cultura’ Category

cult pro __

Posted: April 12, 2017 in cultura, divulgação

Espaços Culturais da SecultBA tem programação dedicada ao Mês da DançaExibindo adonias filho - foto Rosilda Cruz (3).jpg
Em salvador e nos Territórios de Identidade diversas atrações marcam o dia 29 de abril
Centro Cultural Adonias Filho em Itabuna Foto: Rosilda Cruz
O mês de abril chega com muito ritmo, compasso e movimento! Em celebração ao Dia Internacional da Dança, 29 de abril, durante todo o mês os espaços culturais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) apresentam uma programação variada dedicada à linguagem e aberta a públicos de todas idades, com classificação livre.
O Espaço Xisto Bahia recebe a 3ª edição do Movimento Xisto Bahia de Danças Urbanas. A mostra tem como objetivo a interação e a troca de conhecimento entre os grupos participantes. InRitmo, Insight, The Fabulous, Contagios e convidados se encontram no evento no dia 28 de abril, às 20h, com ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). No dia seguinte, 29, é a vez do ritmo espanhol ocupar o palco do Xisto. A Companhia de Danza Española apresenta o Encuentro Flamenco, cuja proposta é contar a história do flamenco através da própria dança. Os alunos se apresentam às 20h, com entrada de R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) ou promocional única de R$ 25. Já no dia 30, 19h, shows e workshops fazem parte da programação do II Red Moon Dance, uma iniciativa que traz para a cidade artistas de expressão local, nacional e internacional, viabilizando o intercâmbio cultural. Ingressos a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).
No Espaço Cultural Alagados acontece a Oficina de Dança Afro. O projeto é uma ferramenta estratégica para fornecer noções sobre cultura, cidadania, autoestima e defesa de direitos humanos. Sua realização é fruto de uma ação conjunta do Programa Pacto pela Vida, da campanha Paz Absoluto, do Olodum, e do Plano Juventude Vida. As aulas serão ministradas entre os dias 17 e 19 de abril, às 14h, gratuitamente, com foco específico para jovens entre 15 e 21 anos.
No Cine Teatro Solar Boa Vista, o hip hop é o movimento que toma o espaço para fortalecer a cena local, onde artistas independentes têm a oportunidade de apresentar suas performances que focam o âmbito social, educacional, político, econômico, além do cultural. O Hip Hop do Solar acontece no dia 16, às 14h, com entrada de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Depois, no dia 22, às 14h, o Festival K-Pop BA A-Team une a dança e música pop asiática em formato de concurso, workshops e apresentações. Esse é o único evento que trabalha com o tema na Bahia. Ingressos por R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) e 1kg de alimento não perecível.
Já em Itabuna, o projeto Abril com Dança convida o público a ver as cortinas do Centro de Cultura Adonias Filho se abrirem para uma noite de mostras coreográficas. As inscrições estão abertas no local até o dia 14 de abril, com 17 vagas a serem preenchidas por ordem. As apresentações, divididas em categorias de acordo com o estilo de dança, acontecem no dia 27 de abril, às 19h, com 10 minutos por participante. A entrada custa 1kg de alimento não-perecível.
O Cine Teatro Lauro de Freitas também participa do mês da dança, mesclando a capoeira e o samba. O Festival de Capoeira e Samba acontece no dia 29 de abril, às 18h, com entrada de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).
29 de abril: Dia Internacional da Dança – Esta data foi instituída em 1982 pelo Conselho Internacional de Dança (CID), uma organização não-governamental fundada em 1973 e vinculada à UNESCO, congregando todas as formas de dança em todos os países do mundo, através de membros representados por federações, associações, escolas, companhias e indivíduos atuantes na dança em 170 países. Entre os objetivos deste marco de celebração, estão o aumento da atenção pela importância da dança para os cidadãos e a cultura, mostrando sua universalidade e diversidade, o incentivo à inclusão da Dança nos sistemas de educação, do ensino infantil ao superior, e o estímulo para que o público prestigie a produção em Dança nos palcos e nos diversos locais que ela é capaz de ocupar.
Espaços Culturais da SecultBA – A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia mantém 17 espaços culturais em diversos territórios de identidade baianos, geridos pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), setor vinculado à Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult). Destes, cinco encontram-se em Salvador – Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia, Casa da Música de Itapuã, Centro Cultural de Plataforma e Espaço Cultural Alagados – e 12 nos municípios de Alagoinhas, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Santo Amaro, Valença e Vitória da Conquista. Para mais informações, acesse: www.espacosculturais.wordpress.com.
11/04/ 2017
Assessoria de Comunicação – SecultBA
(71) 3103-3442 (71) 3103-3452 (71) 99983-5278 http://plugcultura.wordpress.com
http://www.flickr.com/photos/secultba/
http://twitter.com/SecultBA
http://www.cultura.ba.gov.br
====================================
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia
Gabinete do Secretário Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n – Centro CEP: 40.020-010 – Salvador, Bahia

Exibindo adonias filho - foto Rosilda Cruz (1).jpg

plug __

Posted: March 17, 2017 in cultura, roteiro _

 plug versão web


















cult

Posted: March 16, 2017 in cultura

Travessia, filme do baiano João Gabriel tem pré-estreia em Salvador Fundo de Cultura - Travessia b.jpg
Evento que exibirá longa-metragem do diretor baiano, João Gabriel, contará com a presença dos atores Caio Castro, Chico Diaz, Camila Camargo e elenco baiano
Foto: Divulgação
No próximo sábado (18), às 20h30, será realizada, na sala 8, do UCI Orient, no Shopping Barra, a pré-estreia do longa Travessia, do diretor baiano João Gabriel. O evento, para convidados e imprensa, contará com a presença dos atores Caio Castro, Chico Diaz, Camila Camargo, além da equipe e elenco local, entre eles Caco Monteiro e Amaurih Oliveira. Travessia tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura com edital setorial de audiovisual, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia. E conta com recursos do FSA, através da Ancine.
Gravado em Salvador, Travessia chega aos cinemas do país no dia 23 de março e apresenta Chico Diaz e Caio Castro como pai e filho em uma relação conflituosa. O trailer e o cartaz do longa-metragem, vencedor do Festival de Aruanda, já estão disponíveis. “Fazer o Travessia foi um desafio, um filme que fala da geração atual, dos relacionamentos familiares. E explorar uma trama que por mais que tenha uma pegada autoral, busque fisgar o espectador, fazer ele se envolver com o filme e principalmente despertar uma reflexão sobre a história”, comenta o diretor João Gabriel.
O longa teve sua estreia mundial na 39ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, recebeu os prêmios de Melhor Filme, Melhor Ator (Chico Diaz) e Melhor Montagem no 10° FestAruanda.
SINOPSE – Desentendimentos levaram Roberto (Chico Diaz) a se distanciar de Júlio (Caio Castro), seu único filho, que está envolvido com tráfico de drogas sintéticas em festas de música eletrônica. Ambos buscam novos caminhos, movidos por seus desejos. Um acidente inusitado pode fazer com que eles se unam novamente. Mas será que eles estão preparados para esse reencontro?
Segundo Alexandre Simões, superintendente de Promoção Cultural da SedeculBA, o Fundo de Cultura se consolida como a mais importante ferramenta de apoio a produção cultural do Estado, não só do ponto de vista financeiro, mas também político e social. “Isso se comprova por suas características de funcionamento, que permitem seleções públicas preconizadas, inclusive, na letra da sua lei, abrindo espaço para a participação da sociedade civil e dos agentes culturais e territoriais permitindo a participação desses agentes na escolha dos projetos, nas reflexões a cerca da construção do texto das chamadas públicas, e em diversas instâncias de consulta, como também acento na comissão gerenciadora”, ressalta.
Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br
Página do filme: http://www.travessiaofilme.com.br/
Link com imagens: https://we.tl/xU7FFztTzK
ELENCO –
Chico Diaz – Roberto | Caio Castro – Júlio | Camilla Camargo – Marina| Caco Monteiro – Arnaldo |
Cyria Coentro – Leila | Amaurih Oliveira – Flávio
SERVIÇO:
Pré-estreia do filme Travessia

Quando:18 de março de 2017
Local: Sala 8, do UCI Orient, no Shopping Barra,
Horário: 20h30
Endereço: Av. Centenário, 292, Chame-Chame, Salvador, Bahia
16/03/2017
Assessoria de Comunicação – SecultBA
filme travessia-Foto-Divulgação.JPG
(71) 3103-3442 (71) 3103-3452 (71) 99983-5278
http://plugcultura.wordpress.com

http://www.flickr.com/photos/secultba/
http://twitter.com/SecultBA
http://www.cultura.ba.gov.br====================================
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia
Gabinete do Secretário Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n – Centro CEP: 40.020-010 – Salvador, Bahia

cultura.mapping __

Posted: March 15, 2017 in cultura, evento

Arte, tradição e tecnologia dialogam no SSA Mapping
Primeiro festival de vídeo Mapping de Salvador projeta obras visuais do Brasil e do exterior na fachada do Palácio Rio Branco
O Centro Histórico de Salvador, espaço de tradição cultural da cidade, será palco de uma fusão entre arte e tecnologia durante o . O primeiro festival de vídeo Mapping da capital baiana acontece no dia 25 de março, na Praça Municipal. A programação é gratuita e conta com trabalhos de artistas visuais do Brasil e do exterior, além de uma Mostra Aberta e atração musical.
Com patrocínio da Oi, através do Fazcultura, a realização do festival é fruto de uma parceria entre as produtoras Baluart e Ilimitado. O objetivo é movimentar a cena das artes visuais na capital baiana, promovendo aproximação e troca entre artistas e criando diálogo entre artes, intervenção urbana e história.
O superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, Alexandre Simões, salienta a importância do Fazcultura na promoção do desenvolvimento artístico e cultural do Estado. “O programa é estratégico e traz oportunidade para as empresas investirem na cena cultural, ratificando seu papel social. É interessante também pela dimensão econômica, pois movimenta os equipamentos culturais, faz girar essa engrenagem e gera emprego e renda para centenas de profissionais”.
O video Mapping (ou projeção mapeada) é uma das mais novas linguagens da arte contemporânea e tem se inserido em um número crescente de eventos ao redor do mundo. Com essa técnica, ainda pouco difundida na Bahia, os artistas realizam projeções em superfícies não-lineares para criar uma espécie de ilusão de ótica, reconstruindo os espaços com formas e movimentos, luzes e cores.
Com curadoria da artista visual paraense Roberta Carvalho, o SSA Mapping terá, na sua Mostra Principal, obras criadas a partir da paisagem e da história do Centro Antigo de Salvador e do seu entorno.
Além da própria Roberta, artistas visuais da Colômbia (Optika VJ), de Santa Catarina (VJ Vigas) e da Bahia (VJ Gabiru) levarão seus trabalhos para a “tela de projeção” – a fachada do Palácio Rio Branco. Para criar as obras, os artistas contaram com a consultoria de conteúdo do historiador Daniel Rebouças, pesquisador da Universidade Federal da Bahia (Ufba).  
Optika VJ é o nome artístico da colombiana Laura Ramirez, artista que já participou de festivais em Roma, Paris e São Paulo e Nova Zelândia, projetou o “AV Invader” em Bogotá para 90.000 pessoas e uma área de palco de 480 m2para o concerto de Katy Perry na Colômbia.
O catarinense Leandro Mendes (VJ VIGAS) foi campeão de torneios de VJs na Polônia, Cidade do México, Roma, Cidade do Cabo e Istambul. Foi selecionado para festivais em Amsterdam e Rio de Janeiro e premiado no Circle of Light, em Moscou.

DJ, VJ, fotógrafo, videomaker, cenógrafo e pioneiro de video mapping na Bahia, VJ Gabiru participa ativamente na cena eletrônica local. Entre seus trabalhos estão Singue in de Rein (2005), Urbe et Orbi (2005) e o pôlemico O Fim do Homem Cordial (2004, direção de Daniel Lisboa) em que co-assina direção de arte, roteiro, produção e assistência de direção.
DIÁLOGOS – Além da Mostra Principal, o SSA Mapping promove iniciativas que visam estimular a criação artística e a difusão da história do Centro Antigo da capital baiana. Trata-se da Mostra Aberta e do Rolé Histórico.
Para a Mostra Aberta, a curadoria selecionou obras produzidas nos diferentes meios de expressão das artes visuais – e não somente projeções mapeadas – a partir de uma chamada que recebeu trabalhos de todo o país. A temática é livre e o objetivo é oferecer a todos uma oportunidade de exibir suas obras, inéditas ou não, através de uma estrutura de projeção de alta qualidade.
No Rolé, que será realizado nos dias 24 e 25, sob a coordenação do historiador Daniel Rebouças, o público será guiado por pontos simbólicos do Centro Antigo. A partir do Mosteiro de São Bento até a Praça Municipal, ponto de fundação de Salvador, os participantes passarão por ruas e monumentos históricos que inspiraram as obras do SSA Mapping.
MÚSICA – No dia 25, a noite será encerrada com o show de ÀTTØØXXÁ e OZ, dupla que bebeu das referências eletrônicas e do pagodão feito nas ruas da Bahia para criar uma seleção de sons suingados presentes no disco BLVCKBVNG e que vão fazer todo mundo entrar no ritmo em frente ao Palácio Rio Branco.
FAZCULTURA – Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.
SERVIÇO
SSA MAPPING – OLHARES DE UMA MEMÓRIA
Data: 25 de março de 2017
Horário: A partir das 18h
Local: Praça Municipal – projeções no Palácio Rio Branco
Evento gratuito
Produção: Baluart e Ilimitado
14/03/2017 -https://plugcultura.wordpress.com/
Assessoria de Comunicação – SecultBA

Exibindo ssa_mapping.png

evento cult __

Posted: January 24, 2017 in cultura, divulgação

Festival Maré de Março abre inscrições para espetáculos baianosExibindo card maré de março.jpg
Direcionado para artistas baianos que desenvolvam espetáculos de rua nas áreas de circo e teatro, além de shows musicais que flertem com a linguagem teatral

Em comemoração ao Mês do Teatro e do Circo, o Festival Maré de Março abre inscrições para artistas baianos que desenvolvam espetáculos de rua nestas duas áreas, além de shows musicais que flertem com a linguagem teatral. Os interessados em participar da mostra devem se inscrever até a próxima quarta-feira (25), através da internet (clique aqui).
Dos 20 espetáculos que comporão a grade do festival, 11 foram convidados previamente e nove serão selecionados por meio de curadoria.  Os já selecionados são: “O Segredo da Arca de Trancoso”, “O Castelo da Torre”, “Ruína de Anjos”, “O que de Você ficou em Mim”, “Dissidente”, “Rebola”, “Circocicleta”, “Bolero de 4”, “Pindorama, Antes de Chamar Brasil”, “Canela Fina” e “Toada Crianceira”.
O Festival Maré de Março, reunirá 20 espetáculos, exclusivamente de rua, realizados em espaços alternativos, com foco na relação do teatro com a cidade. O festival conta com a participação de curadores de festivais nacionais e internacionais, debate e oficina de circulação nacional e internacional. Nesta edição, o festival dedica parte da sua programação ao público infantil. Nossa programação concentra-se em teatro e circo, mas poderá incluir também shows musicais que flertem com a linguagem teatral.
Trata-se de um festival voltado à produção baiana. Direitos autorais (SBAT, ECAD, etc) devem ser de responsabilidade do grupo ou artista selecionado. O Festival Maré de Março tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, FUNCEB – Fundação Cultural do Estado da Bahia e Secretaria de Cultura da Bahia.
Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br 24/01/2017
Assessoria de Comunicação – SecultBA
(71) 3103-3442 (71) 3103-3452 (71) 99983-5278
http://plugcultura.wordpress.com

http://www.flickr.com/photos/secultba/
http://twitter.com/SecultBA
http://www.cultura.ba.gov.br
====================================
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia
Gabinete do Secretário Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n – Centro CEP: 40.020-010 – Salvador, Bahia

cultura japonesa

arte na mansão _

Posted: January 3, 2017 in convite, cultura

Compositor Paulo Lima realiza palestra no Palacete das ArtesResultado de imagem para palacerte das artes
Numa ação do projeto “Tropicália: Régua e Compasso”, o premiado compositor conversa com o público, quinta-feira
O compositor Paulo Costa Lima será o palestrante da edição de estreia da ação “Essa Noite se Improvisa”, que integra o projeto Tropicália: Régua e Compasso (A Bahia Cultural Pré-Tropicalista), na próxima quinta-feira, dia 5 de janeiro, às 17h, na área externa do Palacete das Artes. O premiado baiano, que ocupa a cadeira 21 da Academia Brasileira de Música, conversa sobre Koellreuter, Wider e Os Seminários Livres de Música. O público tem acesso livre ao evento, que contará com uma Jam.
Paulo Lima é um compositor que busca a aproximação entre composição e cultura, o diálogo entre erudito e popular, ancestral e contemporâneo.  Na Universidade Federal da Bahia, foi aluno de nomes como Lindembergue Cardoso e Ernest Widmer. Ele atuou como professor e diretor da Escola de Música da instituição, que este ano completa 70 anos de fundação.
O programa Essa Noite se Improvisa tem como proposta promover a participação de agentes culturais de várias gerações, em encontros descontraídos com improvisos musicais. Um quinteto – formado pelos professores do Centro de Formação em Artes (CFA) da Funceb Edu Fagundes (Clarinete e Violão), Luiz Asa Branca (guitarra) e Robinson Cunha (bateria), mais os convidados Luciano Chaves (Flauta) e Giroux Wanziler (baixo) -, será a banda base da programação.
Depois da estreia, a programação do Essa Noite se Improvisa seguirá com edições nos dias 19/01, 09/02, 23 e 28/03, reunindo palestrantes com trajetória relacionada com a ambiência pré-Tropicalismo.
Programa em parceria – O projeto Tropicália: Régua e Compasso é uma realização da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) – ao qual pertence o Palacete das Artes -, e Fundação Pedro Calmon (FPC), entidades vinculadas à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). A concepção do projeto é de Fernanda Tourinho, diretora da Funceb, e a curadoria da exposição é de Murilo Ribeiro, diretor do Palacete das Artes.

O projeto conta com palestras, debates, seminário e exposição na Sala Contemporânea Mario Cravo Jr, que reúne peças de artistas da música, da dança, e das artes visuais em evidência nos anos 60, como Lina Bo Bardi, Walter Smetack, Yanka Rudzka, Carybé, Juarez Paraíso, Lênio Braga, Jenner Augusto, Pierre Verger, além de fotos dos acervos de Lia e Silvio Robatto, recentemente doados ao Centro de Memória da Bahia.
Além da exposição e do Essa Noite se Improvisa, até o mês de março acontecem edições do A Sopa de Maria e do Uma Ideia na Cabeça. Veja programação:
SERVIÇO
TROPICÁLIA: RÉGUA E COMPASSO
Essa Noite se Improvisa: Quintas-feiras: 05 (com Paulo Costa Lima) e 19/01, 09/02, 23 e 28/03 Exposição: Mostra foca ambiência anterior ao movimento musical, reunido peças de Lina Bo Bardi, Smetak, Rudzka, Carybé, Juarez Paraíso, Lênio Braga, Jenner Augusto, Verger e acervo de Lia e Silvio Robatto. Visitação: De terças às sextas-feiras, das 13 às 19h; sábados, domingos e feriados, das 14 às 19h.
Programação até março, às terças, quartas e quintas-feiras sempre a partir das 17h:
A Sopa de Maria: Terças-feiras: 10 e 24/01, 7 e 14/02, 14 e 28/03 Seminário e lançamento de revista: dias 29 e 30/03
Assessoria de Comunicação – SecultBA
(71) 3103-3442 (71) 3103-3452 (71) 99983-5278 http://plugcultura.wordpress.com
http://www.flickr.com/photos/secultba/
http://twitter.com/SecultBA   http://www.cultura.ba.gov.br
====================================
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia
Gabinete do Secretário Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n – Centro CEP: 40.020-010 – Salvador, Bahia

Exibindo paulo-costa-lima-divulgacao arquivo pessoal.jpg

 

mab: um século __

Posted: December 29, 2016 in comunicação, cultura

MAB realiza concurso para escolher a marca do seu centenário
O prazo de inscrição se encerra no dia 1º de fevereiro de 2017 e o vencedor receberá o prêmio no valor de R$ 5 mil
MAB – Foto: Lazaro Menezes
Estão abertas as inscrições para o concurso de escolha da marca comemorativa do centenário do Museu de Arte da Bahia. O prazo de inscrição se encerra no dia 1º de fevereiro de 2017 e a escolha da marca obedecerá aos critérios de qualidade técnica, originalidade temática, contemporaneidade e viabilidade da aplicação em diferentes suportes. O vencedor receberá o prêmio no valor de R$ 5 mil.
Poderão participar do concurso, interessados brasileiros ou estrangeiros, individualmente ou em equipe. É vedada a inscrição neste concurso de quaisquer membros do Governo do Estado da Bahia. Cada concorrente ou equipe será responsável pela originalidade de seus projetos, garantindo a sua autoria e assumindo toda a responsabilidade decorrente de reclamações de terceiros no que diz respeito ao direito autoral.
As inscrições serão gratuitas e efetuadas por meio de fichas distribuídas presencialmente ou pelo e-mail museudeartedabahia@gmail.com, as quais deverão ser preenchidas e enviadas, sendo acompanhadas de projeto e currículo resumido, Cada concorrente poderá participar com até 03 propostas.
As inscrições deverão ser entregues diretamente no MUSEU DE ARTE DA BAHIA, pelo e-mail museudeartedabahia@gmail.com, ou remetidas pelos sistemas expressos de postagem, (SEDEX, VASPEX, etc.) para o endereço: Avenida 07 de Setembro, 2340 – Corredor da Vitória, CEP: 40.080-001, até o dia 1º de fevereiro de 2017. As inscrições remetidas pelo Correio só serão aceitas com data de postagem até o último dia de inscrição. O Museu de Arte da Bahia é uma unidade do Instituto do Patrimônio Cultural e Artístico (IPAC), órgão da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.
A MARCA E SUA HISTÓRIA
O palacete da Vitória, onde está sediado o Museu de Arte da Bahia, foi enriquecido com vários elementos decorativos provenientes de edificações coloniais, destacando-se a famosa portada seiscentista, proveniente do solar João de Aguiar Matos, demolido para o alargamento da Ladeira da Praça, no Centro Histórico e onde, em 28 de janeiro de 1808, o príncipe D. João VI assinou a Carta Régia que abriu os portos do Brasil às nações amigas.
A portada, que possui moldura em arenito, formada por desenhos de tranças e frontão com volutas, é datada de 1674. A sua porta monumental, em vinhático e jacarandá é trabalhada por sete painéis retangulares com mascarões entalhados, em baixo relevo, que fala-se ser de influência da arte mexicana. O mascarão – símbolo do Museu de Arte da Bahia – foi um elemento frequentemente utilizado na ornamentação barroca, marcada por um intenso dramatismo, exuberância das formas, expressões teatrais e movimento.
CONFIRA O REGULAMENTO DO CONCURSO
29/12/2016
Assessoria de Comunicação – SecultBA
(71) 3103-3442 (71) 3103-3452 (71) 99983-5278 http://plugcultura.wordpress.com
http://www.flickr.com/photos/secultba/
http://twitter.com/SecultBA
http://www.cultura.ba.gov.br
====================================
Secretaria de Cultura do Estado da Bahia
Gabinete do Secretário Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n – Centro CEP: 40.020-010 – Salvador, Bahia

lazaro-menezes.jpg