Menezes -‘Carná’s

Posted: February 20, 2017 in Uncategorized

Coluna Vertebral: Crônica dos carnavais assassinadosAnitta e Safadão participam de novo clipe de Nego do Borel 
‘author:  Rogério Menezes
Atualizado em 19/02/2017 10:25:57
Eros e Tânatos são amásios multisseculares. Inseparáveis. Xifópagos. No livro ‘À Sombra de Dionísio’, o filósofo francês Michel Maffesoli não me deixa mentir: “O lúdico é sempre habitado pela ideia da morte. Sobre todas as manifestações festivas paira a presença da finitude”.
Nos carnavais soteropolitanos a orgia era névoa etérea que tudo devorava e digeria. Em eterna dúvida sobre o fato de a vida continuar ou não amanhã ou depois de amanhã, tudo valia a pena, fosse a alma grande, média ou pequena. Já nos anos 1890, a morte se materializava em figura mítica à qual os jornais  apelidaram ‘marafona esquálida’.
A pergunta-síntese era: – Se vamos mesmo todos morrer porque não morrermos de prazer?  O Diário da Bahia, de 29 de janeiro de 1892, publicava  a seguinte ode à gandaia: “A época é de riso, da galhofa, das pândegas e do álcool. Fora a tristeza, as apreensões, as cogitações negras’.Ilustração de Carybé/ Imagem do Instituto Carybé
O confronto entre Eros e Tânatos nunca foi nem nunca será, tedioso: não raro, o sangue escorria pelas ruas da cidade da Bahia nos dias de Carnaval. Os índices de suicídio exorbitavam. A ponto de os jornais cogitarem a eclosão de ‘flagelo que vitima indistintamente homens e mulheres’.
O Diário da Bahia, a dois dias do carnaval de 1884, publica carta escrita por homem antes de dar tiro letal na cabeça, em pleno centro de Salvador. Trecho:  “Minha boa mãe. A causa dessa desgraça foi a mais santa: não a vê-la passando fome por conta de minha desgraça financeira”. [A Tarde, de 4 de março de 1935 – cinco décadas depois – esbravejava: “A polícia deveria tomar sérias providências contra a vendagem de certos tóxicos como cianureto de potássio, o veneno da moda
Suicidava-se e matava-se em padrões superlativos nos carnavais soteropolitanos. Pensam que a carnificina diminuía a animação? Qual nada! O ânimo dos que não se deixavam levar pelos braços da marafona esquálida duplicava.
Assassinatos pululavam. Não posso, nem devo contá-los todos sob pena de escrever, a poucos dias do carnaval, COLUNA VERTEBRAL funérea. Mas caio em tentação: cito apenas um, entre dezenas: “Esfaqueou sete vezes o próprio irmão gêmeo por questão de ciúmes… Triste sina! Criminoso e vítima, ambos nascidos do mesmo parto!… Crispiniano, enciumado por que sua mulher estava traindo-o com seu irmão gêmeo, matou Crispim de Barros com sete facadas no coração”. (Diário de Notícias, 3 de fevereiro de 1928).
 Entrava beco saía beco, entrava ano saía ano, entrava bloco saía bloco, Eros e Tânatos continuavam dando as cartas do baralho, mas não a ponto de impedir que carnavais deixassem de existir. Ao contrário: aos gritos de ‘Evoé, Momo’, faziam a patuleia mergulhar sem medo em nirvanas diáfanos nos quais a marafona esquálida, sempre de plantão, ceifava vidas sem pejo. Parar por quê? Parar pra que? Da vida nada se leva, donde se concluía: deixemos a vida – a  cafetina desse colossal bordel que nos aconchega – seguir o curso dos batuques [Eremos!]]
Carnaval
Léo Santana posta fotos vestido de policial e causa alvoroço na web
Adolescente de 15 anos é morta esfaqueada durante micareta em NatalFurdunço marca início do Carnaval com 1 milhão de pessoas na Barra 
Vitória vence Bahia de Feira e segue líder do Campeonato Baiano
Incêndio atinge vegetação na Avenida Paralela (Foto: Reprodução)
Incêndio atinge vegetação na Avenida Paralela
SalvadorFamosos"Tem cara de Carnaval antigo, aquele que nunca deveria acabar", diz folião sobre o Fuzuê (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)
Anitta e Safadão participam de novo clipe de Nego do Borel
Ilustração de Carybé/ Imagem do Instituto Carybé

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s