moc __

Posted: August 5, 2016 in capacitação, cidadania

Nº 516: 05 de agosto de 2016 : Feira de Santana-BA
DIREITOS
Ato ?O campo com gente e com Direitos? continua em diversos municípios
Mais uma vez o Ato Político ?O Campo com gente e com Direitos? supera expectativas e acontece em mais alguns municípios da região. Em Conceição do Coité, na manha do último dia 1º de agosto a multidão composta por famílias agricultoras, juventude, grupos de produção marcaram presença na sede do Sindicato da Agricultura Familiar do município. O inicio do mês de agosto trouxe além de reivindicações, fortes falas de ordem para a permanência de direitos das classes trabalhadoras. O MOC realiza os Atos em parceria com diversas entidades e organizações sociais como: CUT, FETRAF, FATRES, CAR, UNICAFES, Sindicatos de Trabalhadores/as Rurais e da Agricultura Familiar, Fundação APAEB, Cesol e Cooperativas pensando no debate político para fortalecimento das conquistas de direitos. Maria Vandalva Oliveira, coordenadora pedagógica do MOC ressalta a importância dos Atos. ?Muito além do que participar, construir esses atos, defendendo a democracia, para o MOC é viver a sua essência e ele cumpre essa missão quando realiza isso juntos aos sujeitos. E numa conjuntura que a gente vive constata a violação de conquistas que tanto lutamos. Pensar no campo com gente com diretos e nenhum direito a menos pra esse campo é pensar que estamos construindo um campo de justiça, igualdade e de oportunidades?. O município de Araci, no Território do Sisal da Bahia, no dia 30 de julho também recebeu centenas de agricultores e agricultoras das comunidades locais para realização do seu Ato. Não diferente de Tanquinho que realizou sua mobilização nesta sexta, dia 05 de agosto. Anteriormente os Atos aconteceram em Riachão do Jacuípe, Santaluz, Santo Estevão, Serrinha, Conceição do Coité, Os próximos acontecerão em Anguera, na quarta-feira dia 10 e Retirolândia dia 12 de agosto, contabilizando um total de dez Atos com a participação direta de milhares de homens e mulheres do campo. Confira matérias sobre os Atos no site do MOC.

CIRANDANDO PELOS DIREITOS
Rádio Poste é inaugurada em Mucambinho
O Movimento de Organização Comunitária ? MOC através do seu Programa de Comunicação realizou no último 1º de agosto a inauguração de uma Rádio Poste na comunidade de Mucambinho, município de Santaluz. A Rádio Poste faz parte da proposta da ação de trabalho do Projeto Cirandando Pelos Direitos desenvolvido pelo MOC em parceria com a entidade internacional KnH, na busca de uma comunicação participativa e comunitária. O projeto visa junto a Rádio contribuir com o desenvolvimento da comunidade, além de promover programas radiofônicos entre entidades, comunidade, crianças, adolescentes, escola e outras organizações. Segundo Nayara Silva, coordenadora do Programa de Comunicação do MOC, afirmou, ?o sistema de rádio poste é uma integração da escola com a comunidade um espaço onde precisamos debater assuntos que envolvam a comunidade do que acontece em nosso país, sejam eles de quaisquer assuntos: políticas publicas, saúde, educação, precisa ser debatido entre todos e todas, pois a comunicação precisa ser participativa?, conclui.
ECONOMIA SOLIDÁRIA
Arranjos artesanais com matéria prima do campo é tema de oficina
Empreendimentos Econômicos Solidários filiados à Rede de Produtoras da Bahia participam de oficina de Arranjos Naturais nos dias 04 e 05 de agosto deste na sede da Cooperede – Cooperativa Rede Produtoras da Bahia, bairro Papagaio, em Feira. A atividade faz parte do projeto Ciranda das Artes Produzindo Conhecimento e Autonomia , desenvolvido pelo MOC em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Participam da atividade mulheres de diversos municípios do Território do Sisal, Bacia do Jacuípe e Portal do Sertão. A atividade visa orientar as mulheres a aproveitarem materiais facilmente encontrados em suas comunidades como sementes, palhas, vagens, raízes, ramos, que poderão ser utilizados como matéria prima para confecção de peças artesanais.
COMUNICAÇÃO
Cooperativa de Comunicação reúne sócios/as e faz planejamentos
A Cooperativa de Assessoria e Prestação de Serviços de Comunicação do Semiárido – COOPERCOM realizou hoje, 04, na sede do Armazém, no município de Serrinha, reunião com os cooperados e cooperadas para planejar suas ações. Recém formada com vinte sócios/as de diversos municípios dos Territórios da Bahia, já desponta com a vontade de desenvolver uma comunicação eficiente dentro do seu espaço de atuação. Para o Programa de Comunicação do MOC que tem um trabalho direto em acompanhar as ações ?tem sido desafiador e de grande importaria para o fortalecimento da uma comunicação mais democrática e efetiva?, afirma Nayara Silva, Coordenadora do Programa.
CRIANÇAS E ADOLESCENTES
MOC participa de reunião ordinária do CECA
A coordenadora do Programa do Programa de Educação do Campo Contextualizada (PECONTE) do MOC, Vera Carneiro, representou a instituição na 202ª reunião ordinária do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente ? CECA, nos últimos dias 04 e 05 de agosto. No primeiro dia Vera participou com demais Conselheiros do CECA da Reunião das Câmaras Técnicas para debater sobre Orçamento e Finanças, a Câmara de Políticas Públicas, de Normatização e Capacitação e Câmara de Comunicação e Mobilização. No dia seguinte (05) o grupo discutiu sobre diversas ações de competência do CECA. O evento aconteceu na sede do próprio Conselho, no bairro Nazaré, em Salvador.

EDUCAÇÃO DO CAMPO
Projeto CAT realiza encontros em Nova Fátima e Riachão
Coordenadores/as e professores/as da educação do campo dos municípios de Nova Fátima e Riachão do Jacuípe receberam técnicos do MOC do Programa de Educação do Campo Contextualizada (Peconte) para construção em conjunto da Ficha Pedagógica do Projeto CAT-Conhecer, Analisar e Transformar a realidade do Campo. Nos dois municípios foram construídas as fichas da III e IV unidades levando-se em consideração o tema gerador do ano: ?O semiárido e seus aspectos ambientais, políticos, culturais e sociais: conhecê-lo, analisá-lo e transformá-lo a partir do chão onde eu vivo?. A partir daí cada município escolherá seu subtema conforme a problemática do contexto. Em Nova Fátima a formação aconteceu nos últimos dias 01 e 02 e em Riachão nos dias 04 e 05 de agosto deste.
JUVENTUDE
Levante Popular da Juventude convida população para a ação ?Nós por Nós?
Os representantes do Levante Popular da Juventude de Feira de Santana convidam a comunidade feirense, especialmente do bairro George Américo, para participar da semana de solidariedade ?Nós por Nós? que acontecerá no próximo sábado, dia 06 de agosto, a partir das 07 horas, na praça da Base de Segurança daquele bairro. O evento que também está sendo construído com a participação de moradores do local contará com oficinas de dança, capoeira, esportes, serviços de saúde, atendimentos de cunho jurídico, apresentações culturais, feira camponesa e diversas outras atividades. A ação faz parte das atividades da segunda edição da semana nacional de solidariedade ?Nós por Nós? que acontece nas periferias de todo o país entre os dias 27 de julho e 7 de agosto e que tem como lema ?Se eles lá não fazem nada, nós fazemos por aqui?. A iniciativa é do Levante Popular da Juventude e do Movimento de Trabalhadores Urbanos e tem por objetivo trabalhar a identidade dos jovens nas periferias com ações de solidariedade, atividades culturais, esportivas e unir as lideranças comunitárias à juventude fortalecendo a ideia da coletividade e do protagonismo juvenil. A primeira edição foi realizada em outubro de 2015, quando a ação aconteceu em mais de 10 estados.
PARCERIA
?Pensar o Brasil? foi tema de roda de prosa
?Pensar o Brasil: a igreja unindo fé e solidariedade buscando as transformações estruturais em um sistema social e econômico que já é insuportável para todos? foi tema de uma roda de conversa na manhã deste 31 de julho, na Casa São Paulo Apóstolo, em Feira de Santana, numa iniciativa da Caritas Arquidiocesana, da coordenação das Pastorais Sociais e da direção da Faculdade Católica. Na oportunidade foi refletido sobre atual conjuntura brasileira e de como a igreja poderá contribuir na construção de uma sociedade mais justa e solidária. Os questionamentos serviram de sustentação para a proposta da arquidiocese de implantar a Escola de Fé e Cidadania em 2017, além de convidar a todos/as para a construção do 22º Grito dos Excluídos. O evento contou com representações do MOC, através da sua coordenadora pedagógica Vandalva Oliveira, da Caritas Arquidiocesana, Levante Popular da Juventude, Pastorais Socais, Movimentos Sociais e outras lideranças oriundas de diferentes religiões e localidades.
Visite-nos nas redes sociais:
Facebook: http://www.facebook.com/moc
Site: http://www.moc.org.br
AGENDE-SE PARA ATIVIDADES NOS PRÓXIMOS DIAS:
10 a 12 de agosto
Celebração dos 30 anos do Movimento da Mulher Trabalhadora do Nordeste (MMTR-NE), no assentamento Normandia, em Caruaru-PE
Atos O Campo com Gente e com Direitos – em defesa das políticas de convivência com o Semiárido
10 de agosto> Anguera
12 de agosto> Retirolândia

jacqueline quattropani

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s