moc __

Posted: July 11, 2016 in capacitação, cidadania

Nº 511: 01 de julho de 2016 : Feira de Santana-BAmoc
DIREITOS
Ato ?O Campo com Gente e com Direitos?: denúncia e repúdio às ameaças aos direitos humanos dos povos do Semiárido
O MOC e parceiros em marcha com o povo para defender a democracia e seus princípios éticos estão realizando desde o mês passado o Ato ?O Campo com Gente e com Direitos – em defesa das políticas de convivência com o Semiárido?. O primeiro deles aconteceu em Riachão do Jacuípe, no último 17 de junho reunindo cerca de mil pessoas e o segundo em Santaluz, no dia seguinte, também reunindo centenas de trabalhadores/as rurais. Temas como Reforma Agrária, Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), Agroecologia e Convivência com o Semiárido, além do fim dos Ministérios do Desenvolvimento Agrário e da Previdência Social foram debatidos, bem como anunciadas e celebradas as lutas e conquistas desse povo guerreiro do Semiárido. Os próximos Atos acontecerão em Feira de Santana (25/07), Santo Estevão (29/07), Araci (30/07), e com datas a definir, Tanquinho, Conceição de Feira, Antonio Cardoso, Conceição do Coité e Retirolândia. Os Atos têm sido espaços para as organizações denunciarem e repudiarem as ameaças aos direitos humanos dos povos do Semiárido. Ameaças advindas do prenúncio de interrupções políticas públicas que hoje asseguram a melhoria de vida da população do campo.
COMUNICAÇÃO
Cooperativa e Política de Comunicação na pauta do MOC
O Programa de Comunicação do MOC deu passos importantes nos últimos dias. Nessa quarta (29/06) a equipe se reuniu em Serrinha para a constituição de uma Cooperativa de Comunicação tendo como cooperados os filhos e filhas de agricultores e agricultoras familiares, comunicadores populares e profissionais na área de comunicação. A ideia é que esta Cooperativa seja parceira de outras entidades de comunicação do Território. Já no último dia 28, técnicos de diferentes Programas do MOC se reuniram em grupos, na sede, para iniciar os debates em torno da construção da Política de Comunicação da instituição. Numa metodologia participativa foram discutidos conceitos e alinhados elementos para o diagnóstico que norteará esse processo.

REDES SOCIAIS
A página oficial do MOC no Facebook acabou de ultrapassar a marca de 4 mil curtidas
Ao longo dos últimos 02 anos nossas postagens intensificaram buscado ao máximo dialogar com você da melhor forma. Em Junho de 2014 contabilizamos 906 curtidas e no ano seguinte, também em junho, chegamos a 1903. Nesta quarta-feira, 29 de junho de 2016, queremos lhe agradecer pela ultrapassagem das 4.000 curtidas na nossa Fan Page no Facebook. Em alguns momentos nessa trajetória já tivemos postagens com mais de 60 mil pessoas alcançadas. Para alguns pode até parecer pouco, mas para quem trabalha com seriedade e respeito com seus amigos, homens e mulheres do campo, agricultores e agricultoras familiares, entidades parceiras, financiadores, profissionais da educação, crianças, adolescentes e jovens, além dos seus sócios, diretores e equipe técnica, esses são números mais que significativos. Esta marca não serve apenas para reafirmar nossa credibilidade, como também nos incentiva cada vez mais a continuar com a nossa missão.Temos certeza que esta é apenas mais uma das conquistas que ainda virão. Tudo isso graças a cada um de vocês, que ao longo do dia dedicam um pouco do valioso tempo para acessar nossa página. Se você ainda não curtiu, vá lá! Curta, comente e compartilhe e faça parte dessa família que cresce a cada dia. É o MOC cada vez mais perto de você, e todos por um Sertão Mais Justo!!
REDE DE PRODUTORAS
Mulheres da Rede participam de Intercâmbio em Araci
Grupos de Mulheres dos municípios de Araci e Teofilândia participaram nessa quinta-feira (30/06) do Intercâmbio de Experiências de Produtoras da Bahia. Além da discussão sobre as práticas produtivas dos grupos, os avanços e desafios do empoderamento das mulheres foi feita uma reflexão sobre a atual conjuntura política brasileira. O evento aconteceu na sede da APAEB de Araci e foi realizado pelo MOC, Rede de Produtoras da Bahia, com apoio da APAEB e Sindicato dos Trabalhadores/as Rurais local. Presentes diversos técnicos do MOC, da Rede de Produtoras, além de representantes das entidades parceiras.
DIREITOS HUMANOS
Divulgado Relatório da Pesquisa Nacional das Percepções em Direitos Humanos no Brasil
A pesquisa nacional sobre percepções em direitos humanos em todo o território nacional é parte integrante do Projeto E- DHESCA ? educação, cidadania e direito humanos: conectando redes e saberes, fruto de um convênio realizado entre CAMP, SDH ? Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e Secretaria Geral da Presidência da República entre dezembro de 2012 e janeiro de 2015. A pesquisa foi realizada em 150 (cento e cinquenta) cidades do país, nas 27 Unidades da Federação entre os dias 13 de agosto e 25 de setembro de 2014, junto a uma amostra probabilística aleatória em setores censitários do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Este estudo teve como objetivo geral compreender as percepções da população Brasileira sobre o tema dos direitos humanos. A Pesquisa foi realizada pelo IPO ? Instituto Pesquisas de Opinião com sede em Porto Alegre e Pelotas/RS. Para acessar o Relatório Final, elaborada pela IPO, clique aqui e para acessar a Apresentação Síntese elaborada pela IPO, clique aqui. Fonte: CAMP
JUVENTUDE RURAL
O VI Intercâmbio da Juventude Rural Brasileira começará em Julho
Neste 2 de julho terá início a sexta edição do Intercâmbio da Juventude Rural Brasileira. A iniciativa proporcionará a 55 jovens do campo a oportunidade de conhecer diferentes realidades rurais do país. Seis estados e seis organizações não governamentais, que investem em projetos de educação do campo estão envolvidos na ação. O intercâmbio será dividido em cinco etapas, e segue até 26 de novembro. Nesse período, os participantes terão uma vivência de sete dias em outro meio rural onde trocarão experiências, aprenderão novas técnicas agrícolas, conhecerão tecnologias alternativas, farão visitas a propriedades de agricultores familiares, entre outras atividades. No retorno para seus estados de origem poderão adaptar os novos conhecimentos à sua realidade. O VI Intercâmbio da Juventude Rural é coordenado pelo Instituto Souza Cruz, que, junto com outras cinco organizações, dentre elas o MOC, integra a Rede Jovem Rural. A Bahia participará da quarta etapa que acontecerá entre os dias 15 e 22 de outubro, quando os jovens serão recepcionados pelo MOC.
EDUCAÇÃO
Carta de crianças e adolescentes de escolas do Semiárido para candidatas e candidatos a prefeitas/os e vereadoras/es
Senhoras e Senhores candidatas/os a Vereadoras/es e Prefeitas/os,
Somos crianças e adolescentes, de escolas do campo e da cidade, de alguns municípios do Semiárido da Bahia. No dia 25 de maio de 2016, nos reunimos na cidade de Feira de Santana – Bahia, durante VII INTERCÂMBIO E TROCA DE SABERES ENTRE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO SEMIÁRIDO para pensar e escrever a Educação que queremos e como melhorar. Buscando exercer nossa cidadania, e, diante do que enfrentamos nas escolas do campo que frequentamos, nas comunidades e municípios, solicitamos atenção para o atendimento e mais investimentos na melhoria da educação e da vida nas comunidades.Fizemos reuniões por grupos/áreas e destacamos o que precisamos. Solicitamos aos senhores e senhoras candidatas e candidatos a Vereadoras/es e Prefeitas/os que façam projetos que atendam nossas principais necessidades, que são as seguintes: Leia na íntegra no site do MOC.
CONJUNTURA POLÍTICA
MOC reuniu sua equipe para discutir a atual conjuntura politica brasileira e os impactos sobre os povos do Semiárido
A proposta de se ter um alinhamento sobre a atual conjuntura política brasileira e unificar o pensamento de como as ações do MOC e parceiros na perspectiva de Convivência com o Semiárido estão sendo atingidas e quais as estratégias adotadas, segundo a coordenadora pedagógica do MOC, Vandalva Oliveira, norteou o encontro que reuniu a equipe técnica do MOC, na Pousada Central, em Feira, em 20 de junho deste. A coordenadora geral do MOC, Célia Firmo, trouxe para o encontro alguns elementos, inclusive chamando a atenção para o Ato “O Campo com Gente e com Direitos-em defesa das políticas de convivência com o Semiárido”. Após fazer um caminhar sobre as políticas públicas voltadas para a convivência com o Semiárido, Celia falou ainda sobre a mudança no quadro social brasileiro a partir de 2003, sobre quais os elementos da Agenda Brasil já foram concretizados nesse governo interino e de como a mesma afeta diretamente na nossa vida. Elisângela Araújo, representando o Fórum Baiano da Agricultura Familiar e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) convidada para o encontro, contextualizou a crise atual, inclusive a mundial. ‘Entramos num ciclo da quarta guerra, a guerra ideológica’, declarou.
Visite-nos nas redes sociais:
Facebook: facebook.com/moc
Site: http://www.moc.org.br
AGENDE-SE PARA ATIVIDADES NOS PRÓXIMOS DIAS:
08 de julho
Reunião de requalificação do Plano Territorial de Desenvolvimento Sustentável ? PTDS, em Cansanção
11 de julho
Reunião com mulheres para Planejamento, Monitoramento e Avaliação das ações Projeto Parceiros/as por um Sertão Justo, em Araci.
12 de julho
Reunião com mulheres para Planejamento, Monitoramento e Avaliação das ações Projeto Parceiros/as por um Sertão Justo, em Serrinha e Conceição do Coité
Atos ?O Campo com Gente e com Direitos – em defesa das políticas de convivência com o Semiárido?
25 de julho > Feira de Santana
29 de julho > Santo Estevão
30 de julho > Araci
Datas em definição > Tanquinho, Conceição de Feira, Antonio Cardoso, Conceição do Coité e Retirolândia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s