sei

Posted: June 6, 2016 in sei_estudos e estatísticas

SEI
3 de jun
No primeiro trimestre de 2016, o nível de atividade econômica – Produto Interno Bruto – teve retração de -3,7% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Desagregando em Valor adicionado e impostos, observou-se recuo de 3,6% no Valor Adicionado a preços básicos (VA) e de -4,0% na arrecadação de impostos. Na série com ajuste sazonal, comparação do primeiro trimestre de 2016 com o trimestre imediatamente anterior, a variação em volume foi de –1,2%. As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria de Planejamento (Seplan)­­
Na divulgação dos resultados dos grandes setores no primeiro trimestre de 2016 ante o mesmo período do ano anterior, observa-se retrações de 6,5% na agropecuária, 5,2% na indústria e 2,8% nos serviços. Diferentemente do que ocorrera no primeiro trimestre de 2015 quando o setor agropecuário amenizou a queda do PIB do estado com alta de 6,9%, este ano o setor corrobora juntamente com a indústria e serviços na retração em volume do PIB baiano.
O desempenho da economia baiana foi altamente influenciado pelo ambiente econômico da economia brasileira a qual, segundo dados do IBGE, registrou retração de -5,4% no primeiro trimestre de 2016, quando comparado a igual período do ano anterior, segundo os dados recentemente divulgados pelo IBGE. O Valor Adicionado a preço básico e o Imposto sobre Produtos Líquidos de Subsídios recuaram 4,6% e 10,4%, respectivamente. Na série com ajuste sazonal (primeiro trimestre 2016/quarto trimestre 2015), a taxa verificada foi de -0,3%.
Agropecuária A queda de 6,5% na agropecuária baiana foi influenciada pelo desempenho negativo de algumas das principais culturas cultivadas no estado: o algodão (-0,7%), embora sua previsão anterior tenha sido revista e conseguiu amenizar a queda que seria de 8,9% para este ano; feijão (-25,1%) com retração nas áreas plantadas (19,2%) e colhidas (14,6%); e soja que sofreu forte revisão na expectativa da safra e registrou queda de 4,4% impactada pelas altas temperaturas e escassez de chuvas na região.
No mesmo período, a Agropecuária brasileira recuou 3,7% em relação a igual período do ano anterior, principalmente pelo fraco desempenho de alguns produtos da lavoura com safra relevante no 1º trimestre.
Indústria No que concerne ao setor industrial baiano a retração observada no valor adicionado foi de 5,2%, impulsionada pelo recuo em todas as atividades que o compõe. A atividade da construção civil registrou queda no valor adicionado de 6,7% pelo oitavo trimestre consecutivo. Este fato é corroborado pelo saldo negativo em mais de mil postos de trabalho (1.096) e variação de -0,75% na atividade no primeiro trimestre do ano influenciado pela paralisação de obras tanto do setor privado quanto público no estado.
A atividade extrativa mineral apresentou retração no valor adicionado em 7,1%, influenciada pela queda da produção de petróleo (8,1%).  A indústria de transformação apresentou variação negativa em 2,8% motivada pelos segmentos da alimentação, da celulose, da borracha, e do automotivo. Por fim, a atividade de eletricidade e água com queda de 7,5% influída pela diminuição no consumo industrial e residencial e na distribuição de gás.
A indústria do Brasil recuou 7,3% e foi favorecida negativamente com as quedas da transformação em 10,5% – puxada pela indústria automotiva; e maquinas e equipamentos – e da extrativa mineral 9,6% – reflexo tanto da queda da extração de minérios ferrosos como da extração de petróleo e gás naturalconstrução civil também registrou queda na atividade em 6,2% e a única atividade positiva no setor industrial ficou por conta da eletricidade e água com alta de 4,2%
Serviços
O setor de serviços, no primeiro trimestre de 2016 em relação ao mesmo período do ano anterior, teve queda de 2,8%, influenciada principalmente pela retração docomércio (-8,9%) e nos transportes (-10,7%). Além dessas duas atividades a administração pública, atividade com maior participação no valor adicionado do setor de serviços (31%), registrou recuo de 2,6.
O valor adicionado nacional de serviços retraiu 3,7%, com destaques para retrações de 10,7% do comércio e de 7,4% nos transportes.
A publicação completa da pesquisa pode ser acessada no site da SEI: aqui

moises estende a mão travessia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s