sei: período __

Posted: March 3, 2016 in economia e negócios, sei_estudos e estatísticas

Atividade econômica baiana encerra o ano com retração de 3,2%
O Produto Interno Bruto (PIB) da Bahia apresentou retração de 3,2% no ano de 2015 em relação ao a 2014, de acordo com os dados divulgados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). O Valor Adicionado a preços básicos (VA) retraiu 3,0%, e o Imposto sobre Produtos Líquidos de Subsídios, caiu 4,5%. No entanto, quando comparada ao Brasil, a queda na economia baiana foi em menor nível. De acordo com o IBGE, houve retração de 3,8% no PIB do Brasil em 2015.
Para o diretor de Indicadores e Estatística da SEI, Gustavo Pessoti, a queda está associada a uma conjuntura macroeconômica instável, sobretudo em função da crise e da necessidade interna de elevação na taxa de juros e contenção nos gastos públicos. “Esses fatores afetaram decisivamente o desempenho da indústria de transformação e do setor de Serviços em geral”, afirma Pessoti. Contribuíram para o resultado na Bahia as quedas dos setores da indústria (-6,2%) e Serviços (-2,2%). O único destaque positivo ficou por conta do setor agropecuário, com alta de 6,8% no ano, devido ao bom desempenho das principais culturas do estado. Destaque para a produção física dos grãos: expansão de 40,6% da soja; 22,3% do feijão; e 8% do café.
No setor industrial baiano o destaque negativo ficou por conta principalmente da indústria de transformação com redução de 9,5%, além da queda da construção civil (-7,3%). O crescimento dentro do setor foi encontrado apenas nas atividades eletricidade e água (3,0%) e extração mineral com VA de 3,8%.
O setor de serviços, o de maior representatividade, evidenciou queda em três das quatro atividades nos cálculos trimestrais. Chama atenção a queda do comércio (-7,6%) e a pequena expansão de 0,8% na administração pública, atividade de maior peso dentro do estado – mais de 20%. O maior crescimento do setor foi registrado na atividade aluguel (3,3%). 
Quarto trimestre  – Na comparação do quarto trimestre com o mesmo período do ano anterior a taxa de crescimento do PIB estadual foi de -3,5%. Os setores da indústria (-5,0%) e de serviços (-2,5%) contribuíram com a retração verificada no último trimestre do ano. Na comparação do quarto trimestre de 2015 com o trimestre imediatamente anterior, houve uma estabilidade (0,0%), levando-se em consideração a série com ajuste sazonal.
Em contrapartida o setor agropecuário cresceu 5,8% com destaque nas principais safras de grãos do estado conforme será mostrado na leitura do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA).
Na Indústria, somente extrativa mineral (4,1%) experimentou crescimento no último trimestre do ano. As atividades construção civil (-6,0%), eletricidade (-0,5%) e indústria de transformação (-10,2%) sofreram queda de outubro a dezembro de 2015.
Nos Serviços, a queda foi puxada pela atividade de comércio (-8,5%) e administração pública (-0,8%), além dos transportes (-6,1%) que representam mais do que 50% do setor. Dentre tantas retrações, a atividade aluguel apresentou uma taxa positiva (2,9%) no quarto trimestre de 2015.
ASCOM – SEI 3115-4729 ___

 marco-aurc3a9lio-martins-__-agatarde-caxixis.jpg

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s