sei: recuo__

Posted: February 15, 2016 in economia e negócios, sei_estudos e estatísticas

Exportações baianas recuam 16,2% em janeiro
A crise financeira internacional contribuiu para o recuo de 16,2% nas exportações baianas no primeiro mês de 2016 em relação a janeiro de 2015. As exportações estaduais atingiram US$ 457,9 milhões, com o desempenho positivo restringindo-se às vendas do agronegócio (soja, algodão cacau e fumo) e às vendas do setor metalúrgico (cobre e ferro ligas).
As exportações em queda são resultado da menor procura por produtos no mercado internacional e da retração internacional nos preços que não ficaram imunes às incertezas no front macroeconômico em janeiro. O colapso das ações das empresas na China, o consequente temor com a demanda do país e a desvalorização do petróleo – que atingiram as vendas baianas de derivados e de petroquímicos, atingiram também as cotações das principais commodities agrícolas exportadas pelo estado, principalmente a celulose, soja e o algodão.
O estado vendeu menos a todos os seus destinos de exportação. Dentre os principais mercados, a maior queda nas vendas foi para o Mercosul, principal destino dos produtos manufaturados baianos. O bloco comprou 33,8% a menos do estado em janeiro em relação ao mesmo mês de 2015. A UE, que permanece estagnada, registrou queda de 28,1%, além da América Latina (-13,2%) e do Nafta (-1,4%).
Apesar da redução de 13,3% nos seus preços médios, as exportações em janeiro foram lideradas pelos produtos químicos/petroquímicos com vendas de US$ 105,2 milhões e queda de 17,9%. Mesmo com queda nos preços, tiveram resultado positivo as vendas de soja e derivados (US$ 38,2 milhões e incremento de 53,5%), o algodão com US$ 36,8 milhões e +72%, derivados de cacau com US$ 18,3 milhões e +31,8% além dos produtos metalúrgicos com vendas de US$ 66,3 milhões e crescimento de 19,1%. A maior parte das demais categorias de produtos tiveram queda, com destaque para os derivados de petróleo que registraram uma variação negativa de 75%, e do automotivo com -61,4%.
IMPORTAÇÕES
As importações também desabaram em janeiro, atingindo US$ 307,5 milhões, ou 65,4% abaixo de janeiro de 2015. Compras substancialmente menores de produtos intermediários (matéria prima e insumos para a indústria) que formam o grosso das compras externas do estado, em quase 60%, determinaram o fraco desempenho no mês.
As importações têm sofrido o efeito da retração econômica e da alta do dólar, que fizeram encolher a demanda por bens importados. A exemplo dos bens intermediários, houve queda nas compras em todas as categorias de uso: bens de consumo em 76,5%, combustíveis em 76,4% e bens de capital em 39%.

_ASCOM – SEI 3115-4729

´paseos de buggy Natal rn

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s