nanotrio é atração

Posted: February 7, 2016 in carnaval_, divulgação

NANOTRIOS TRAZEM SOM DE GUINÉ-BISSAU E ROCK NO CARNAVAL PIPOCA NA TARDE DE SÁBADO (6)
Arrastão Multicultural Guiné-Bissau se uniu com ritmos baianos no Circuito Batatinha, enquanto que o Bicicletrio fez homenagem a Raul Seixas no Circuito Dodô

Crédito: Sidney Rocharte
D
ois nanotrios (veículos de tração humana) estiveram presentes nesta tarde de sábado (6) no Carnaval Pipoca 2016. No Circuito Batatinha (Pelourinho) teve um encontro intercontinental de ritmos para agitar os foliões que foram atrás do Arrastão Multicultural Guiné-Bahia. No Circuito Dodô (Barra-Ondina) a Banda Arapuka, do Bicicletrio, fez releituras das músicas do roqueiro baiano Raul Seixas.Os microtrios e nanotrios integram o programa Carnaval Pipoca do Governo do Estado, realizado pela Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA) através do CCPI (Centro de Culturas Populares e Identitárias) e  voltam a se apresentar nos outros dias de festa nos circuitos Dodô, Osmar e Batatinha.
Com tambores e instrumentos de corda com cabaça africano como tomkoromgh, bëmsumi, djimbe, sabá e bata, até então desconhecidos pelos presentes, tocavam baianos e guineenses no nanotrio Arrastão Multicultural Guiné-Bahia. Acompanhavam a batida, dançarinos que, assim como os músicos, vestiam roupas de tecidos africanos, inspirados no país com cores alegres e encantando mais ainda o público com a novidade.
“Dentro da cultura baiana temos muitos ingredientes de Guiná-Bissau e estamos numa ponte entre Guiné e Bahia para reanimar esta conexão. Temos que restabelecer este laço que deve se perpetuar”, disse Muh Mû Mbana, que toca tomkoromgh e bëmsumi. Já a vocalista convidada, Nara Couto, que é baiana, disse que este grande encontro proporciona identificações. “Somos um só, mas fomos separados”. No repertório, Nara aposta em sucessos dos Tincoãs e de Tiganá.
A proposta do grupo, que conta com 15 integrantes, é fazer uma junção étnico-cultural entre a Bahia e Guiné-Bissau. Gabi Guedes, diretor musical do projeto, artista acredita que a valorização de um projeto que faz essa fusão rítmica, acompanhada de cânticos guineenses, abre as portas para outros encontros entre grupos de outros países com produções locais. A união se concretizou a partir do encontro entre Muh Mû Mbana e o guitarrista baiano Jurandir Santana no Festival de Música Instrumental, em maio de 2015. Além dos já citados, integram o arrastão Lucas Maciel, Jadson (Shrek), Luís Coutinho, Iuri Passos, André Souza e Rodrigo Pantera.
Rock na folia – Comandado por Marcos Clement, da banda Arapuka, o nanotrio Bicicletrio trouxe toda a musicalidade do baiano Raul Seixas para o  Carnaval Pipoca. Utilizando instrumentos de percussão e sopro, a banda resgatou a vasta coletânea do músico que é consagrado pelos brasileiros. “É maravilhosa a oportunidade de relembrar a grande historia fonográfica da Bahia, através de Raul Seixas. Mostrar que a riqueza musical daqui não é apenas a ditada pela indústria”, desabafa Javan Pacífico Jr, trompetista da Arapuka.
A ideologia sustentável presente no projeto chamou a atenção do músico Emanuel Walter, o Manu W, que acompanhou o desfile de bicicleta. “Para mim é fantástico testemunhar o olhar de alegria das pessoas ao reconhecerem a musicalidade de Raul no som de uma banda puxada por um carrinho montado com bicicletas”, festejou o artista. A funcionária pública Liana Caldas também acompanhou o Bicicletrio. “A Secult está de parabéns quanto à valorização do Carnaval de rua. É uma oportunidade de exposição da diversidade que é a musica baiana, e o tributo a Raul é um trabalho de resgate muito bem feito”, comemorou a foliã.
CARNAVAL DA CULTURA
O Carnaval da Cultura 2016 é o carnaval da democracia e da diversidade, que leva para as ruas, durante todos os dias e circuitos da folia, a mistura de ritmos e gêneros musicais e, principalmente, a estética e a arte de diferentes artistas, grupos e entidades culturais da Bahia. São centenas de atrações e shows gratuitos de afoxé, samba, reggae, axé, pop, MPB, fanfarras e muito mais. É diversão garantida para todos os gostos e estilos no espaço público da rua para alegria do folião. O Carnaval da Cultura – uma realização da Secretaria da Cultura do Estado da Bahia, por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) – está organizado a partir de quatro programas: Carnaval do Pelô, Carnaval Ouro Negro, Carnaval Pipoca e Outros Carnavais. A programação completa de nossa festa está disponível nos sites www.cultura.ba.gov.brSecultBA – Secretaria de Cultura – Governo do Estado da Bahia
www.cultura.ba.gov.br  Site institucional da Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia. e www.carnaval.bahia.com.br.(06.02) Assessoria de Comunicação do Carnaval da Cultura
Tatiane Freitas –
(71) 99211-5722/ 99981-2489 – carnaval.tatiane@gmail.com
Ana Paula Nobre – (71) 9305-9268 / 8888-2984 – cultura.carnaval2016@gmail.comAssessoria de Comunicação – Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – SecultBA
Telefone: (71) 3103-3442  Email: ascom@cultura.ba.gov.br
Adriana Jacob – (71) 99983-5278 adriana.jacob@cultura.ba.gov.br
Maria Luísa Gouveia – (71) 99154-3321maria.luisa@cultura.ba.gov.brhttp://www.cultura.ba.gov.br
| http://www.facebook.com/secultba  http://www.flickr.com/photos/secultba| www.twitter.com/SecultBA

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s