`,,´ __ big brown: edu…!!! (em tempo)

Posted: July 15, 2012 in José Bomfim_blog do brown

A desembargadora não sabe o que é Fundeb. Mas o MP despertou da hibernação. Estudantes com esperança de voltar às salas de aula na Bahia
10/07/2012 por

Na manhã desta chuvosa terça-feira, 10 de julho, os mais de um milhão de alunos de escolas públicas estaduais da Bahia acordaram para olhar para o nada ou ver televisão. Sem aula desde 11 de abril viram o sindicato dos professores comprovar que o governo não cumpriu o acordo para pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional; viram dóceis deputados votarem projetos contra a proposta dos professores; viram o governo admitir que houve acordo, mas não havia dinheiro; viram o secretário das Finanças admitir que há dinheiro sobrando no cofre do Fundeb; viram o governador Jaques Wagner respondendo às vaias dos grevistas em diversas cidades do interior e no desfile do 2 de Julho, em Salvador. E ainda viram os professores ocuparem a Assembleia Legislativa, desde 18 de abril, felizmente sem represssão dos donos da Casa.

Até aí, era de se esperar,  em greves de longa duração é normal que ocorram reações assim.

O que causava surpresa era a rapidez do Judiciário em julgar favoravelmente ao governo e postergar as decisões favoráveis aos grevistas. A desembargadora que considerou a greve ilegal disse em seu despacho que não se sabe de onde a APLB tirou a ideia que os professores têm direito a 22% de reajuste.

Vê-se que a desembargadora não se deu ao trabalho de ler alguma coisa sobre Fundeb, Lei do Piso e como se chega a essa conta.

E ainda mais surpreendente foi o silêncio do Ministério Público estadual. Afinal, além da disputa professores x governo há uma turbulência sem tamanho na vida dos estudantes, dos seus pais, de merendeiras, porteiros e trabalhadores em educação, da comunidade em geral. Esperava-se que  o Ministério Público entrasse em ação, principalmente porque o sindicato dos professores fez algumas provocações nesse sentido.

Nesta manhã chuvosa, vem a informação que, finalmente, o MP vai mediar um encontro de representantes do governo e da APLB-Sindicato. A informação é que o governador Jaques Wagner, depois que viu a APLB-Sindicato ir ao MP, enviou ofício aos procuradores de Justiça solicitando a intermediação. É provável que a greve acabe na sexta-feira, quando os professores fazem assembleia.

Espera-se que assim seja.

Mas a atuação do Judiciário e do Ministério Público não passou despercebida, principalmente para quem já viu – em outros períodos na Bahia – esses dois poderes serem simples joguetes nas mãos dos poderosos políticos.

Espera-se que não seja uma recaída.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.